• Toshio Shimada

    Amabie um youkai contra a pandemia.

    Você conhece Amabie?

    Um ser lendário no Japão Meio-humano meio-peixe / youkai, o

    Japão está intimamente relacionado com a natureza e a vida, existem muitos tipos de youkais. “Amabie” é um tipo de yōkai que surgiu no mar, provavelmente na região de Kumamoto, em 1846 ao final do período Edo. A criatura saiu do mar e ela cheia de brilhos, e disse ao as pessoas: “Eu sou Amabie que vive no fundo do mar.” Mostre às pessoas a imagem da minha figura o mais rápido possível para todos que poderem. “Ela disse que havia previsto as duas coisas e voltou para o mar., as previsões foram de fartas colheitas, mas também de uma iminente epidemia. as pessoas entenderam: “desenhe minha figura e mostre logo para as pessoas”, .

    Amabie período Edo Hiroshika 1846 faz parte da coleção de xilogravura que pertence a Biblioteca da Universidade de Kyoto.

    Durante este período em que o mundo segue enfrentando a pandemia do Corona vírus, um movimento interessante ganhou força a partir das redes sociais no Japão, fazendo menção a essa bondosa lendária criatura do mar, popular no período feudal japonês. conhecido como Amabie, é descrito como um ser com traços bem parecido de uma sereia, com cabelos longos um bico grande como de um corvo e três caldas de peixe. A lenda conta que Amabie trás influências para boas safras e colheitas, uma figura amigável com os humanos, além disso, trás avisos para o combate a eventuais pragas. Ela sugeriu que, caso alguma doença ou praga surgisse, as pessoas deveriam mostrar um desenho dela (Amabie) para todos que conseguissem, influenciando assim para que a praga seja afugentada.

    Este yokai não e muito usando em tatuagens mas nos fizemos uma busca no google e aqui abaixo esta algumas tatuagens de Amabie. confira!!

  • Toshio Shimada

    Irezumi os significados da arte das tatuagens japonesa

    Irezumi 入墨, muitas vezes com esse nome entende-se a tatuagem japonesa, mas na verdade um mestre nunca chamará o seu trabalho usando esse termo depreciativo, preferindo Horimono, embora também seja usado como um termo genérico para descrever uma série de estilos de tatuagem originários do Japão, incluindo tatuagem tradições do povo Ainu e do Reino Ryukyuan.

    Mulher Aino no Japão

    As formas de irezumi são aplicadas à mão, usando cabos de madeira ou bamboo e agulhas de aço presas nas pontas desses bastões. Este método também requer tinta especial conhecida como tinta Nara (também chamada sumi ); A tatuagem praticada tanto pelo povo Ainu quanto pelo povo Ryukyuan usa tinta derivada da planta índigo. Irezumi é um processo doloroso e demorado, praticado por um número limitado de especialistas conhecidos como horishi . 

    No início do período Meiji , o governo japonês baniu as tatuagens, e o irezumi assumiu conotações de criminalidade e delinquência como resultado, levando a um estigma considerável contra as pessoas com tatuagens e tatuagens no Japão.

    As tatuagens se tornaram algo que vemos todos os dias em pessoas quando andamos pelas ruas. Algumas pessoas têm designs muito impressionantes que chamam bastante atenção. Vemos alguns caracteres Kanji no corpo das pessoas e, geralmente, são apenas caracteres com “aparência de Kanji”. As pessoas costumam considerar as tatuagens japonesas uma arte, e muitos ocidentais as consideram fascinantes. No entanto, no Japão, apesar do boom da moda das tatuagens recentemente, as pessoas ainda têm uma impressão errada em relação a Irezumi . Por que?

    As diversas formas de como eram marcados os criminosos no Japão

    Na verdade, o Japão tem uma cultura de tatuagem muito antiga, provavelmente desde o período Jomon. As lindas tatuagens japonesas que agora conhecemos apareceram no meio do período Edo. Durante esse período, muitas pessoas se mudavam para grandes cidades como Edo (Tokyo) e Osaka. E com o crescimento da população, o número de crimes começou aumentou naturalmente. Durante o período Edo, não havia prisões até o desenvolvimento de grandes cidades como Osaka e Edo. Isso levou a um aumento da criminalidade e a punição para os infratores era amputação da orelha ou do nariz era a punição.

    E a tatuagem (Irezumi) começou a ser usada como um castigo para os infratores, substituindo a maneira cruel de amputação da orelha ou nariz, usado por não fácil de se livrar destas marcas na pele. A partir daí, a tatuagem começou a se espalhou entre prostitutas, operários da construção, jogadores e mensageiros como uma forma de rebeldia contra o sistema e se tornando um tipo de moda no submundo do Japão.

    Eles tatuaram criminosos na testa para que outras pessoas pudessem ver que cometeram um crime. Além disso, cada região tinha seu próprio símbolo e, com estas tatuagens, as pessoas sabiam onde essas pessoas aviam cometido seus crimes.

    O Japão realmente teve uma relação muito complicada com tatuagens ao longo de sua história. Ao contrário da maioria dos países ocidentais, onde as tatuagens são consideradas apenas uma forma de expressão ou decisões extremamente ruins, a sociedade japonesa geralmente menospreza a arte corporal moderna. Isso acontece apesar de ter alguns dos melhores artistas e técnicas do mundo.

    • A “pena de tatuagem” ou “Irezumi Kei”.

    A forma de punição para os crimes não violentos era uma tatuagem bem no centro da testa. Chamado de “pena de tatuagem” ou “Irezumi Kei”, as pessoas a recebiam por crimes relativamente menores, como roubo e furto. As pessoas classificaram isso como um tipo de punição corporal, junto com espancamento e torturas em publico.

    Normalmente, a expulsão da área acompanha a pena de tatuagem. Serviu como um impedimento por causa da dor de ter seu rosto tatuado. Além disso, exibiu publicamente os criminosos pelo resto de suas vidas.

    Além disso, tinha um propósito de manutenção de registros. O estilo de tatuagem é diferente em cada região individualmente. Dessa forma, as pessoas poderiam saber em que região o condenado cometeu o crime.

    Estas são as colocações mais comuns de tatuagens faciais:

    • A província de Hiroshima tatuava com o kanji de Inu ( cachorro );
    • Chikuzen (atualmente província Fukuoka), linhas tatuadas no braço cada vez que cometiam um crime;
    • Awa (atualmente província de Tokushima), linhas tatuadas na testa e no braço;
    • Takayama (agora província de Wakayama), pontos tatuados;
    • Hizen (atualmente província de Saga / Nagasaki), cruz tatuada, que significa “ruim”.

    O mais interessante é a província de Hiroshima. Cada vez que alguém cometia um crime, tatuava uma linha. Hiroshima tatuava isso. Na primeira vez, o criminoso passa uma linha na testa. Então, na segunda vez, ele consegue uma linha cruzando a primeira. A segunda linha é um pouco entalhada para a esquerda. Na terceira vez, eles adicionam outra linha à direita e um pequeno ponto do lado direito da primeira linha. E então se tornava um caractere de um kanji com o significado de cachorro em japonês.

    Outra parte do Japão fazia tatuagens nos braços dos criminosos. Muitos deles são linhas simples ao redor do braço.

    Mais tarde, as tatuagens se tornaram o símbolo da moda, demonstrando amor por alguém e dureza no cérebro dos japoneses. Eles inconscientemente mantiveram esse velho costume sobre tatuagens. Na verdade, muitas piscinas e banhos públicos não permitem clientes com tatuagens. Isso ocorre porque outros clientes podiam acreditar que a pessoa seria um criminoso ou parte de uma família Yakuza.

    A tatuagem no Japão aconteceu pela primeira vez durante os períodos Jomon e Yayoi. Durante esse tempo, as pessoas acreditavam que as tatuagens tinham uma importância mística. Depois disso, a cultura se afastou bem das tatuagens até o período Edo. Nesse período, voltou de uma forma muito diferente.

    Durante 1745, a tatuagem substituiu a amputação à medida que a sociedade se tornou menos sedenta de sangue e mais gentil. Isso continuou acontecendo ao longo dos anos com as tatuagens de rosto mudando para tatuagens de braço menos constrangedoras.

    Em 1872, o governo japonês recém-estabelecido aboliu a pena de tatuagem de uma vez por todas. Curiosamente, bem no meio de tudo, por volta do início dos anos 1800, a arte corporal se tornou a moda de repente. Isso aconteceu entre as pessoas comuns do Japão. Com o número de pessoas que adiria a tatuagens no Japão só aumentava e ate hoje em dia, podemos ver cada vez mais gente com tatuagens pelas ruas de Tokyo.

  • Toshio Shimada

    Significados da tatuagem de Ganesha

    As imagens de Ganesha são a representação das divindade hindu mais mais populares no mundo da tatuagem. Também conhecida como Vinayaka, Binayak ou Ganapati. Você encontrará a imagem de Ganesha em toda a Tailândia, Nepal, Índia e Sri Lanka. Em hindu, Ganesha é adorado independentemente da filiação.

    Ganesha é uma imagem fácil de identificar por sua grande cabeça de elefante e seus quatro braços. Ganesha é conhecido pelo deus da remoção de obstáculos. Ele também é conhecido como o patrono das ciências e artes, bem como o ser benevolente da sabedoria e do intelecto.

    Neste Post, vamos explorar um pouco da história por trás do Ganesha e o que esse Deus simboliza na vida e também no universo da tatuagem. Esperamos que neste post você tenha um melhor visão sobre a tatuagem de Ganesha e o que ela significa para as pessoas que a usam.

    Iconografia

    Muitas pessoas se perguntar como Ganesha se parece e como ela é retratada em tatuagens ao redor do mundo. Ganesha é extremamente apreciado na arte indiana. Ao contrário de muitas das outras divindades, Ganesha mostrou muitas variações de seus padrões distintos ao longo dos tempo. Ganesha pode ser retratada brincando com a família, sentada ou em uma posição elevada, ela pode estar dançando ou lutando contra demônios. Felizmente, por causa das muitas maneiras como Ganesha é retratado, em tatuagens de Ganesha são encontradas muitas formas e estilos e não seria uma surpresa ver Ganesha em uma infinidade de posições e arranjos decorativos.

    As imagens de Ganesha estavam por toda parte na Índia no século 6. As primeiras imagens eram de Ganesha sentado. Ganesha tem uma grande barriga e uma cabeça de elefante. A maioria das representações de Ganesha o mostram com quatro braços segurando itens diferentes. No entanto, os itens comuns mantidos por Ganesha nesta imagem são sua própria presa quebrada. Ele também é conhecido por estar segurando uma corda e um machado. Todos eles têm significados específicos, mas entraremos nissa parte em breve. Você também pode ver o tronco de Ganesha girando bruscamente para provar um doce que ele está segurando. Em algumas ocasiões, no entanto, você pode ver Ganesha retratado com uma cabeça humana.

    Mitologia

    Na mitologia hindu, há muita discussão sobre como Ganesha conseguiu a cabeça de um elefante. Uma história explica que a deusa Parvati queria tomar banho e, ao fazer isso, pediu para um menino para guardar a entrada do quarto onde se banhava. Seu marido, Shiva, voltou e desejou entrar na sala que o menino (Ganesha) estava guardando e ele não foi autorizado a entrar. Em um acesso de raiva, Shiva cortou a cabeça do menino, o que deixou Parvati chateada. Então Shiva enviou seu exército para encontrar a cabeça do primeiro animal que avistaram e a trouxe de volta para ser presa ao corpo do menino. Ao fazer isso, o menino foi trazido de volta à vida. A cabeça de elefante é uma representação da sabedoria e da obtenção de conhecimento por meio da escuta e da reflexão. Além disso, muitas famílias colocarão uma estátua de Ganesha nas portas para proteger de visitantes indesejados.

    Outra história da tradição hindu discute como Ganesha perdeu uma de suas presas. Existem diferentes versões dessa história, mas uma das mais populares diz que Ganesha quebrou sua própria presa para poder transcrever o Mahabharata. Durante o processo de escrever isso, a caneta de Ganesha parou de funcionar, então ele quebrou sua própria presa para não ter que parar de trabalhar. Dessa forma, a presa quebrada simboliza o sacrifício, e isso é especialmente verdadeiro no assunto da arte.

    A outra história de como Ganesha perdeu sua presa foi que ele estava protegendo seu pai Shiva enquanto ele dormia, e um guerreiro chamado Parashuram veio visitá-lo. Novamente, Ganesha não permitiu a entrada de Parashuram. Isso enfureceu Parashuram e ele atirou um machado em Ganesha. Foi travado com sua presa e quebrado. Isso lhe valeu o apelido de “One Toothed”.

    Além disso, a mitologia hindu nos fala de um sábio chamado Vyasa pedindo a Ganesha que transcrevesse um texto sagrado chamado Mahabharata. Como Ganesha escolheu entender os escritos antes de transcrever, Ganesha também é conhecido como um símbolo da ética do trabalho e um deus da educação. Prudência e sabedoria também eram características de Ganesha. Suas bênçãos no mercado deram boa sorte aos proprietários de empresas.

    Significados da tatuagem de Ganesha

    Ganesha, como um todo, tem muitos significados, mas há muitos significados a serem extraídos dos detalhes desta imagem Ganesha. Sua boca pequena representa a ideia de falar menos e ouvir mais com suas orelhas grandes. Sua grande cabeça simboliza a capacidade de pensar grande e a ideia da alma eterna. Seus pequenos olhos nos falam de seu poder de concentração.

    Ganesh perdeu uma presa que nos diz para descartar as coisas ruins da vida e reter as boas. Na mesma nota, sua barriga grande nos diz para digerir pacificamente o bem e o mal que encontramos na vida. O machado em sua mão nos diz para cortar os laços de apego, enquanto o laço na outra mão é chamado de um símbolo de nos aproximarmos de metas que estabelecemos para nós mesmos.

    Ao fazer uma tatuagem Ganesha, há muitas direções diferentes que você pode seguir e muitos significados diferentes que você pode interpletar dessa imagem. A maioria deles tende a girar em torno das artes, mas há muitos significados ocultos nas imagens e mitologias, como falamos acima neste post.

    Seja qual for o seu motivo para fazer uma tatuagem Ganesha, queremos ter certeza de que você fez sua pesquisa e refletiu sobre isso. Esperamos que este artigo tenha ajudado você ao longo do caminho em sua jornada de sua próxima tatuagem e ajudou você a ver o significado por trás da tatuagem Ganesha.

  • Toshio Shimada

    Significado e simbolismo das flores Japonesas na tatuagem

    As flores no Japão têm muitos significados importantes ​​e sagrados, cada uma trazendo seu próprio propósito para aqueles que as admiram a beleza das flores. As cerejeira japonesas (sakura) são as mais usadas nas tatuagens Irezumi (tradicionais tatuagens Japaonesas). Os japoneses são grandes admiradores da beleza de suas flores e o país tem uma infinidade de jardins incríveis para o público desfrutar destas flores. As flores se tornam uma inspiração para os amantes da tatuagem em todo mundo. 

    Sakura (cereja japonesa)

    As flores de cerejeira são intrínsecas à imagem nacional do Japão, uma vez que as flores de cerejeira são as flores nacionais do Japão. As flores são rosa claro e branco, mas nas tatuagens são aplicadas cores mais fortes como vermelho e rosa escuro, muitas tatuagens são feitas em único galho com um toque mais feminino. Ja nas tradicionais irezumi, as sakuras são as flores preferidas de quem tem uma tatuagem de corpo inteiro no Japão. elas tem um simbolismo muito ligado as batalhas dos grandes samurais.

    Significados: Realização e beleza de coração, Para muitos japoneses, as cerejeiras faz parte da vida como um símbolo de renovação e reconstrução.

    Flores como a cerejeira e o crisântemo são símbolos nacionais do Japão. Tais flores têm o poder de invocar poderosas emoções, enraizadas no pensamento e coração dos japoneses, talvez seja por que estas flores estão sempre presente em tatuagens no Japão.

    Diz-se que a cerejeira está realmente entre as mais belas flores da primavera, enquanto o crisântemo, entre as do outono e inverno. A cerejeira, no entanto, se você decidir fazer uma tatuagem com flores e bom pensar que elas estão em estações do ano diferentes.

    O significado da tatuagem de crisântemo

    Crisântemo é a flor simbólica do Japão, mas ela é originária da China e foram os chineses, na antiguidade, que o introduziram na “Terra do Sol Nascente”.

    Seu nome deriva das palavras gregas chrysòs , que significa ouro , e anthemon , que significa flor , portanto, em geral, significa flor dourada .

    Crisântemo , também conhecido como “margarida de 16 pétalas”, é uma flor muito popular no Japão, considerada símbolo da realeza por estar ligada à Família Imperial.
    Esta flor é entregue nas celebrações e festas, como casamentos, nascimentos, baptizados e aniversários, como símbolo de renascimento, alegria, positividade, paz, vitalidade e amor pela família e pelos filhos.
    No Japão , o crisântemo é uma flor tão popular que usado para nome feminino.

    O crisântemo em tatuagens

    Não só nas tatuagens Japonesas, o crisântemo sempre foi um tema muito querido e representado em todos os estilos. Muitas vezes é representado com muitas pétalas curvas estreitas irradiando do centro para o topo.
    Esta flor é considerada um símbolo imperial, pelo que a sua majestade e elegância irão enriquecer qualquer desenho juntos desta flor.
    Em particular, nas tatuagens japonesas, o crisântemo simboliza a generosidade e a grandeza do homem e a determinação. O crisântemo, a flor dourada, é também uma representação do sol que assume o sentido genérico de longa vida por ser também uma planta medicinal.

    Se a tatuagem de crisântemo for mais estilizada , torna-se um sinal de fertilidade, sensualidade e representa a emocionalidade de seu dono.

     O significado do crisântemo muda ou fortalece os significados se combinado com outros elementos.

    Você pode decidir combinar a figura do Crisântemo com a do dragão, outra figura símbolo do da energia da natureza: neste caso sendo duas imagens positivas, a tatuagem representará juventude, riqueza e sucesso.
    Dois crisântemos , um maior, em plena floração, outro em botão, representam as relações familiares, no sentido de que a pessoa valoriza e ama as pessoas mais próximas.

    Se o crisântemo for feito na cor Turquesa , com Folhas Verdes, representa juventudevitalidade e persistência.

    O uso de cores vivas como o Vermelho e o Amarelo tornam a imagem solar, enfatizam a figura e simbolizam a bondade do dono. Se os detalhes forem pintados em preto bem forte, a tatuagem ajudará seu dono a ser invulnerável e cheio de energia. Crisântemos
    azuis e rosa com folhas verdes e detalhes escuros trazem coragem e confiança ; Crisântemos vermelhos com caules e folhas pretas servirão para lembrá-lo de que a beleza não dura para sempre.

  • Toshio Shimada

    Saru Tattoos, também conhecido como o lendário Japanese Monkey Tattoos

    Macacos ou “Saru” em japonês, têm uma linhagem rica (e às vezes confusa!) No folclore japonês. O macaco é um animal que se tornou uma figura chave em muitas lendas e histórias, as tatuagens de Saru, também conhecidas como tatuagens de macaco japonês, retratam a criatura astuta que todos nós conhecemos e amamos. As tatuagens Saru geralmente vêm na forma de máscaras Noh, mas também podem ser confundidas com Son-gyoja, a versão japonesa do Rei Macaco. O significado e o sentimento sobre os macacos mudaram ao longo dos anos no Japão. No século 8, eles eram considerados mediadores entre os deuses e os humanos, mas depois de um tempo foram considerados pequenos trapaceiros desagradáveis. 

    As tatuagens do Saru japonesa são muito divertida e carismática.

    Tatuagens de máscara japonesas são muito popular no Japão e o Saru estão entre uma delas! As tradições e mitologias do Japão são infinitamente fascinantes, as pessoas ao redor do mundo sempre se inspiraram em vários personagens do Japão, especialmente os artistas da tatuagem tem uma grande atração pelo folclore e mitologia japonesa. É provavelmente por isso que muitos dos desenhos de tatuagem mais populares têm raízes no Japão.

    O teatro “nô” é o clássico drama musical japonês popular desde o século XIV, uma parte significativa do qual se deve às máscaras usadas nas apresentações. Todas as máscaras de teatro Noh representam um personagem específico, algumas das mais famosas sendo Hyottoko, Okame e Hannya essas máscaras se tornaram bem conhecidas nas tatuagens japonesas . Um desenho de máscara menos comum, é o de Saru, a máscara de macaco. 

    As tatuagens de Saru são uma das mais divertidas e carismáticas tatuagens das máscara japonesas. Uma arte muito subestimada, As tatuagens de Saru têm muito a oferecer. Ela representa toda a alegria e a disposição como os velhos macacos da floresta.

    Dito isso, não há falta de significado por trás da tatuagem Saru, então pode ser uma boa ideia pesquisar essas divindades brincalhonas antes de tatuar um Saru.

    Zodíaco Japonês

    Ano Japonês do Macaco. O macaco é o nono símbolo do Zodíaco Japonês. Acreditava-se que os macacos eram os sábios das montanhas e mensageiros de Deus. Este sinal representa “inteligência” e “curiosidade”.

    Traços de personalidade

    Os macacos são inteligentes, inventivos, flexíveis e decididos. Embora sejam perfeccionistas e não hesitem em usar todos os truques para atingir seus objetivos, tendem a se preocupar com um ganho de curto prazo e não conseguem ver o quadro todo.

    Você pode identificar um macaco se ele:

    • Coloque-se antes dos outros.
    • Possui excelentes habilidades de negociação.
    • Tendem a tomar decisões precipitadas.

    Compatibilidade com outros signos

    Os macacos são compatíveis com ratos e dragões. Se esses três se juntam, isso gera um grande poder positivo. Os macacos também têm uma relação mutuamente benéfica com as cobras. Os tigres são os menos compatíveis com os macacos.

    Em japonês

    Em japonês, um macaco é “saru” em romaji e é escrito como “猿” em kanji. No zodíaco japonês, entretanto, é escrito como “申”.

    Procurando alguma inspiração de mascara de Saru?

    Confira o que separamos para os melhores designs de mascara de Saru!

  • Toshio Shimada

    Hyottoko (火 男) “homem do fogo”

    Em geral quando se fala de tatuagem oriental muitas pessoas ja se referem ao Irezumi, a tradicional tatuagem japonesa. Um estilo cuja a história se mesclaram a máfia japonesa (Yakuza). Neste post vamos falar sobre um personagem que esta muito presente nas tradicionais tatuagens japonesas, Hyottoko (火 男) é um personagem japonês cômico, retratado com o uso de uma máscara. Sua boca franzida e inclinada para o lado em uma expressão bem cômica. Algumas máscaras têm tamanhos dos olhos diferentes entre o olhos esquerdo e direito. Ele costuma usar um lenço em volta da cabeça (geralmente branco com pontos azuis). Existe também um personagem semelhante para mulheres chamado Okame (阿 亀) ou Otafuku (阿多福) .

     A origem do nome vem do “fogo” (火, hi ) e “homem” (男, otoko ) , pois o personagem está soprando fogo com um cachimbo de bambu, daí o formato da boca. Os dialetos locais transformaram-no em Hyottoko (ひ ょ っ と こ),  hio em hyo e tornando o / t / geminado.

    Quem é Hyottoko?

    Hyottoko, como muitos de nossos personagens japoneses favoritos, foi popularizada com personagem de máscara no teatro Noh .

    O teatro Noh é muito popular no Japão, embora tenha reduzido muito o tempo de execução para se ajustar à capacidade de atenção moderna, ele mantém muitas de suas peças no formato original.

    Existe uma lenda que algumas pessoas associam a Hyottoko. A história é de um menino que pode produzir ouro com o umbigo.Quando as famílias precisam de um pouco de sorte ou um membro da família acaba de falecer, eles colocam uma máscara do rosto do menino na lareira para atrair boas vibrações e prosperidade.

    O menino da lenda era conhecido por ter um rosto muito distinto, seu nome era Hyoutokusu, então muitas pessoas acreditam que isto seria o começo da história de Hyottoko.

    Na vida adulta, Hyottoko é frequentemente visto com sua esposa e companheira Okame. Ela é uma figura de aparência simpática, com rosto redondo, bochechas cor de maçã, lábios vermelhos e um sorriso recatado. Okame já foi considerada o epítome da beleza feminina.

    O nome de Okame se traduz como “Tartaruga”, que é um símbolo japonês para uma vida longa e saudável.

    Okame também é conhecida como espécie de deusa da alegria e felicidade.

    Visto como a contraparte masculina de Okame, Hyottoko é uma figura igualmente cheia de simpatia.

    O nome de Hyottoko se traduz aproximadamente como “homem do fogo” e, em alguns casos, ele é considerado uma divindade do fogo ou um tipo de deus do fogo.

    Ele é um símbolo de sorte, prosperidade e alegria de modo geral.

    Sua aparência é bastante cômica quando comparada à de seu parceira Okame.

    Temas comuns em tatuagens Hyottoko

    As tatuagens Hyottoko se tornaram uma espécie de ícone entre os entusiastas da tatuagem tradicional japonesa.

    Depois de conhecer essas figuras, você começará a vê-lo em todos as buscas sobre tatuagem tradicional japonesa.

    Nas tradicionais tatuagem japonesas, as pessoas adoram exagerar ainda mais as características engraçadas de Hyottoko.

     As expressões são as mais variadas mas sempre mantendo a características do lenço na cabeça e o seu lábios enrugados como se estivesse cuspindo fogo.

     Alguns artistas desenham chamas saindo dos lábios enrugados de Hyottoko.

     No que diz respeito ao estilo, essas tatuagens são geralmente feitas em uma estética da arte japonesa modernizada.

     Um pouco caricato, um pouco tradicional, como o próprio Hyottoko.

     O melhor é incorporar todos os detalhes no seu design, por isso não esqueça sua bandana azul e branca!

    Festival Hyottoko

     Se você esta decidido a fazer uma tatuagem inspirada neste cômico personagem folclórico japonês, mas quer saber mais um pouco dessa energia alegre e levar para toda a sua vida este ícone da tradicional tatuagem japonesa, existe um festival Hyottoko de 2 dias todo verão na província de Miyazaki Japão. Neste festivais você vai encontrar as performances de pessoas com máscaras Hyottoko, competições, desfiles e todos os tipos de alegria. esta é uma grande dica de viagem se você esta pensando em ir para o Japão e fazer sua tatuagem.

    Hyottoko Tattoo Ideas

    As tatuagens podem ser uma forma de celebração e uma forma de marcar momentos da vida.

    Encontrar um personagem engraçado que ressoa com você é uma ótima maneira de se juntar a essa celebração.

    Procurando alguma inspiração de Hyottoko ?

    Confira o que separamos para os melhores designs de tatuagem Hyottoko!

  • Toshio Shimada

    AS TATUAGENS DE KARURA E GARUDA

    Tatuagens Karura e Garuda

    As imagens da cultura oriental costumam ser a inspiração para a arte em todo mundo ocidental, especialmente quando se trata da arte das tatuagens. O Karura (迦 楼 羅) é uma criatura divina com torso humano e cabeça de pássaro na mitologia japonesa. O nome é uma transliteração do garuda, uma espécie de pássaros gigantescos no hinduísmo, na qual a versão budista e japonesa são baseada.

    Não é difícil de ser atraído pelos seres mitológicos que você pode encontrar no Japão, China, Índia, Tailândia ou Indonésia – é importante notar que muitos desses personagens têm um significado divino na vida diária de budistas, xintoístas e hindus.

    As tatuagem se tornaram popular e são feitas em vários estilos, graças às suas muitas histórias de origem, a tatuagem de Karura ou Garuda, são motivos mais usado na Tailândia ou Indonésia.

    Esta é uma escolha impressionante, mas você deve pesquisar bem as criatura divina antes de fazer uma!

    Em primeiro lugar, a tatuagem terá muito mais significado quando você a conhecer suas origens.

    Quem é Garuda no hinduísmo?

    Karura é talvez mais conhecido como Garuda – uma divindade animal da mitologia hindu. Garuda é uma das 3 divindades animais, e você provavelmente já ouviu falar das outras duas.

    Garuda está em boa companhia com Ganesha, o ser com cabeça de elefante, e Hanuman, o deus macaco.

    Garuda é um homem-pássaro com grandes asas douradas.

    É dito que Garuda eclodiu de um ovo gigante que pode ter queimado o mundo inteiro até ficar crocante quando eclodiu, mas Garuda foi misericordioso.

    Ele apagou o fogo e encolheu-se a um tamanho menos intimidante.

    Este é um bom exemplo da dualidade de Garuda.

    Para colocar as coisas em termos modernos, Garuda é “caótico bom”.

    Garuda é o inimigo do mal, mas é um guerreiro feroz e implacável na batalha.

    Basicamente, você não gostaria de ficar no lado ruim de Garuda.

    Garuda tem uma rivalidade particular com as cobras.

    Suas enormes asas permitem que ele voe em incríveis velocidades.

    Dependendo da lenda em questão, as asas de Garuda podem crescer ou diminuir de tamanho.

    Em algumas histórias, eles têm quilômetros de comprimento, em outras, são grandes o suficiente para bloquear o sol.

    Por causa de sua ferocidade e natureza benevolente, Garuda foi escolhido para ser o veículo do Senhor Vishnu- um deus central no hinduísmo.

    Quem é Karura na mitologia japonesa?

    Karura fez seu caminho para o Japão através da China e acabou se tornou uma figura do budismo japonês.

    A mudança de nome tem origens simples – vem da maneira como os japoneses pronunciam Garuda.

    Você também pode ver Karura referido como konjichō, que se traduz em pássaro com asas douradas.

    Karura não é tanto um ser divino, mas uma espécie de semideuses.

    Karura respira fogo e vive com uma dieta constante de dragões e cobras venenosas.

    Não há muitas diferenças entre os Karura e Garuda.

    Karura, por exemplo, são ligeiramente mais parecidos com humanos e menos parecidos com pássaros do que Garuda.

    Mas com o passar do tempo, as representações de Garuda tornaram-se um pouco mais humanas, então as duas criaturas adjacentes evoluíram juntas.

    Similarmente a Garuda, Karura também é considerado enorme em tamanho.

    O bater das asas de um Karura soa como um trovão e pode criar rajadas de vento fortes o suficiente para secar lagos e derrubar casas.

    Eles podem lançar cidades inteiras na escuridão com suas asas gigantes, os Karura não passam muito tempo na Terra.

    Eles habitam o reino celeste conhecido como Tendō, em uma montanha chamada Shumisen (Monte Meru).

    O que Garuda e Karura simbolizam?

    Os Karura e Garuda têm uma rivalidade natural e aversão às serpentes, conhecidas como Naga. (para ler mais sobre Naga, aqui esta um link que fala sobre isso!)

    Embora as serpentes tenham seu próprio simbolismo divino – elas são uma representação da morte e das trevas.

    Por outro lado, Garuda e Karura voam pelo céu com asas douradas, tornando essas criaturas místicas uma imagem natural de nascimento e vida.

    No budismo, existem quatro virtudes principais.

    Essas são conhecidas como as quatro dignidades e são representadas por animais.

    Um dragão representa o poder, o leopardo da neve representa o Coragem, o tigre representa a confiança e, finalmente, nosso amigo Garuda / Karura representa a sabedoria.

    O Garuda é um símbolo de sabedoria por causa de sua “visão aérea” do mundo.

    Se você for olhar para uma situação objetivamente à distância, a resposta geralmente virá até você.

    Garuda também é o símbolo nacional da Tailândia e da Indonésia.

    As imagens de Garuda são frequentemente associadas aos militares, devido à natureza violenta, mas benevolente, da figura.

  • Toshio Shimada

    Tatuagens inspiradas no Teatro Kabuki Japonês.

    A cultura do Japão nunca deixará de inspirar a arte da tatuagem. Neste post vamos falar um pouco sobre o teatro Kabuki e o que ele influencia em tatuagens tradicionais japonesas.

    O teatro musical dramático do Japão é muito diferente do que você imagina, com certeza ja deve ter ouvido falar do teatro Kabuki, entre fantasias luxuosas, maquiagem e tramas dramáticas envolvidas, as histórias tem inspirado muito artistas das tatuagem ha muito tempo. Por volta do ano 1600, as mulheres faziam as principais performances e suas exposições frequentemente envolviam cenários picantes. Para torná-lo ainda mais sexy, muitos dos atores do teatro Kabuki naquela época também eram prostitutas. O drama e a dança contemporâneo certamente evoluiu desde seu início e muitas tatuagens que são inspiradas pelo Teatro Kabuki se concentram nos trajes e na maquiagem elaborados.

    Existem muitos tipos de arte teatral no Japão, e o Kabuki é um dos mais famosos, junto com o teatro Noh, cujas máscaras são muito usadas como referencias para tatuagens. Esta é a razão pela qual as pessoas confundem entre o teatro Noh e o Kabuki, os atores do teatro Kabuki só usam maquiagem extravagantes e com expressões faciais variadas. Tudo nesta arte é exagerado, desde os figurinos até a atuação. Essa é a razão pela qual as expressões faciais dos atores de Kabuki são vistas como bastante burlescas pelos ocidentais. O teatro Kabuki surgiu no século 17, durante a famosa era Edo, criado por uma sacerdotisa. A palavra significa a arte de cantar e dançar, as duas coisas envolvidas no Kabuki. No início, era realizado apenas por mulheres, religiosas ou prostitutas. Mas, logo foi considerado obsceno, e apenas atores do sexo masculino foram autorizados a interpretá-lo, então os papéis femininos sendo interpretados por rapazes. Ser um ator Kabuki é um papel hereditário e as trupes de teatro costumam estar ligadas a famílias e organizações fortes. As histórias das peças são baseadas em eventos históricos ou lendas envolvendo drama, amor e fantasia.

    A maquiagem atraente e impressionante dos atores é chamada de kumadori. É o foco principal das inspirações em tatuagens kabuki. As diferentes cores da linha e sua organização descrevem o tipo de personagens retratados. A maquiagem vermelha é mais popular para tatuagens, e indica um personagem como herói, guerreiro ou romântico personagem. Essa maquiagem também é representada em folhas de papel. Os atores pressionavam o rosto contra um pano de seda após os shows para manter a memória de sua maquiagem em uma espécie de registro. Também era oferecido como um presente de sorte a espectadores queridos. O mundo do Kabuki é complexo, até mesmo para os japoneses, mas seu mistério e beleza inspiram muitos amantes na arte da tinta na pele.  Se você é um admirador da Cultura japonesa, em sua próxima tatuagem pode se aprofundar mais sobre o teatro Kabuki e se inspirar em alguns dos personagens.

    Aqui separamos uma série de imagens da arte de xilogravura sobre personagens do Kabuki para suas inspirações. Então confira aqui abaixo!

  • Toshio Shimada

    Tatuagens de sapo japonesas

    No Japão a natureza tem um aspecto muito importante no cotidiano, assim como a mitologia japonesa, muito da iconografia dentro dos contos populares usam animais como personagens principais. As tatuagens de sapo japonês são um ótimo exemplo disso e uma adição incrível a qualquer rêfencia de tatuagens Irezumi. Freqüentemente, as tatuagens de sapos japoneses são símbolos de prosperidade, riqueza, sucesso e boa sorte, e é por isso que você pode ver uma tatuagem de sapo que inclui moedas de ouro.

    O sapo aparece como o morador sábio e silencioso do lago, fortemente em muitos contos de fadas. Sapos podem ser criaturas humildes, mas há um rico simbolismo em uma tatuagem de sapo.

    O sapo se tornou um emblema de transição e transformação, pelo seu desenvolvimento em ciclos de crescimento distintos.

    A tatuagem de sapo pode indicar que seu portador atingiu sua forma espiritual equilibrada com todos os seres vivos da terra, que ele finalmente está confortável em sua pele. Sapos também são considerados por várias culturas tribais como seres de boa sorte. Povos da África, México e do Japão acreditam que os sapos trazem chuvas e colheitas abundantes.

    Em várias culturas asiáticas, os sapos são associados à lua. A eles são atribuídas qualidades mágicas, e sua presença significa riqueza e longevidade. Uma tatuagem de sapo pode unificar essas qualidades em uma imagem sutil, porém real.

    Os olhos esbugalhados do sapo e a pele manchada criam um design atraente. Os sapos têm uma qualidade introspectiva, perfeitas para as pessoas quietas e atenciosas que compartilha sua sabedoria.

    Sapos também são uma boa referencia para a sua tatuagem envolvendo histórias e rituais shamanicos. as secreções de suas verrugas tinham propriedades alucinógenas e psicodélicas para o povo asteca, que costumava usá-las em rituais religiosos para evocação dos poderes da natureza.

    Os olhos brilhantes de uma tatuagem de sapo significam uma personalidade observadora ou uma presença que tudo vê. Os sapos forneceram sustento espiritual e físico às civilizações humanas desde os tempos antigos. Eles são criaturas fascinantes que são ótimas referencias para sua tatuagens – seja a sua tatuagem de sapo a atração principal ou um pequeno preenchimento junto a outros desenhos. Como existem muitas espécies de sapos, você tem muitas opções de cores e formas à sua disposição.

    O sapo que traz sorte no dinheiro do feng shui

    O sapo do dinheiro feng shui – também conhecido como sapo de três pernas ou sapo da fortuna – tem profundas raízes simbólicas. É uma criatura mitológica com três pernas que atrai riqueza e abundância. Um sapo do dinheiro pode ser colocado em vários locais, mas existem algumas regras gerais a serem seguidas para desfrutar de todos os benefícios desse símbolo espiritual.

    As origens do Sapo da fortuna.

    O simbolismo do sapo da fortuna vem do folclore chinês. De acordo com uma lenda, a esposa de um dos oito imortais que era muito ganancioso e desejava riquezas, roubou o elixir da imortalidade e o bebeu. Como punição, ela foi transformada em um sapo com cauda de girino em vez de duas patas traseiras e banida para a lua. Em outra versão da história, seu marido enfurecido atirou nela com uma flecha, fazendo-a perder uma perna.

    Em uma lenda relacionada, um dos imortais atraiu o sapo para fora do esconderijo com moedas de ouro, sabendo que ele gostava de riquezas. Dizem que o sapo é tão ganancioso que o dinheiro ficou grudado nele enquanto viajava pelos céus, que ele pode trazer para você se você exibir um em sua casa ou escritório. Conseqüentemente, o sapo de três patas é freqüentemente retratado cercado por dinheiro ou com uma moeda na boca.

    Além disso, rãs e sapos são encontrados ao redor da água e, no feng shui, a água é um símbolo de riqueza. Juntas, essas lendas e associações transformaram o sapo é um ímã de riqueza e boa fortuna.

    Posicionando o Sapo da fortuna

    Tradicionalmente, o sapo da fortuna deve ser colocado no centro energético de dinheiro de uma casa . No feng shui clássico, este é o canto sudeste do seu espaço. a área superior esquerda do seu espaço, visto em uma planta baixa.

    Além de colocar um sapo na área do dinheiro, você pode optar por mais sapos em uma mesa de escritório, perto de onde você guarda os papéis financeiros, ou em sua entrada na diagonal da porta da frente . Nesse caso, é importante posicionar o sapo olhando para dentro da casa, em vez de olhar para fora da porta, para que ele traga riqueza para você.

    Acredita-se que um grupo de sapos da fortuna – principalmente grupos de três, seis ou nove – traz mais riqueza do que um único sapo. Mas não exceda nove e arrume-os de forma que fiquem em direções diferentes.

    Nas tatuagens os sapos são sempre colocados em partes do corpo em destaque ou somente para complementar algum lugar junto a outro desenho. O feng shui clássico ou tradicional pode te orientar para você adicionar o sapo da fortuna em um melhor lugar em seu corpo.

  • Toshio Shimada

    Tsuru – (鶴) História e significado do pássaro da longevidade e da prosperidade

    História e significado do pássaro da longevidade e da prosperidade com muitas lendas antigas e histórias contemporâneas enriquecendo com muita esperança esse símbolo.

    O Pássaro (GROU)

    Os tsurus ( 鶴 grou) são aves grandes, de cores contrastantes, plumagem clara, chegando ao branco, com extremos de fascinante degradê vermelho, e dotado de inigualável encanto. Beleza essa considerada sagrada pelos japoneses, cuja a crença é que o pássaro representa a vitalidade da juventude.

    Foto do tsuru (鶴 grou)

    Existem mais de 15 espécies de grous que habitam o planeta, porém o mais majestoso é o grou japonês (Grous japoneses), comum no leste asiático. Esta espécie, cujas penas são brancas e possui uma coroa vermelha no topo da cabeça , pernas e pescoço cumpridos que podem chegar a 1,5 m (5 pés) em média de altura, seu grande tamanho dissuade a maioria dos predadores e estão entre as mais raras do mundo.

    No Japão – “Honorável Lord Crane

    Maruyama Ôkyo – Japan (1733 – 1795) Era Edo

    No Japão, este grou é conhecido como tanchōzuru e diz-se que vive por 1.000 anos. Um par desses pássaros foram usado no design da cédula de mil ienes. Em Hokkaido na Tsurui , eles são uma das 100 paisagens sonoras do Japão . Diz-se que os grous concedem favores em troca de atos de sacrifício, como em Tsuru no Ongaeshi (“retribuição de um favor do grou”) que vou contar mais detalhado em um próximo post.

    Dada a sua reputação, Jerry Huff, um especialista em branding americano, recomendou-o como o logotipo internacional da Japan Airlines , depois de ver uma representação dele em uma galeria de brasões de samurai. Huff escreveu

    “Eu tinha fé que era o símbolo perfeito para a Japan Air Lines. Descobri que o mito do guindaste era totalmente positivo – ele se acasala para a vida toda (lealdade) e voa alto por quilômetros sem se cansar (força).” 

    O Kerry / Kuok Group de Robert Kuok também usa o guindaste com coroa vermelha como seu logotipo para operações em Hong Kong, Cingapura, RP da China e no exterior.

    Você ja deve ter visto este pássaro em varias ilustrações japonesas relacionadas a decoração. E se tornou bem popular devido uma arte chamada de origami (a arte de dobrar papel) como um nome também usado como  Ori-zuru e Senbazuru que também são símbolos do Japão.

    Na China

    Bambu e Guindastes , de 
    Bian Jingzhao exposto em Pequim produzido 1426–1435

    Na China, o grou de coroa vermelha costuma aparecer em mitos e lendas. No taoísmo, é um símbolo também de longevidade e imortalidade. Na arte e na literatura, os imortais costumam ser retratados montados em grou pois de acordo com suas histórias um mortal que atinge a imortalidade é similarmente carregado por um grou. Refletindo essa associação, são chamados de xian-he ( 仙鶴, “grou de fada” ou “guindaste dos imortais”). O grou de coroa vermelha também é um símbolo de nobreza. Representações do grou foram encontradas nos túmulos da Dinastia Shang e na Dinastia Zhou . Um tema comum na arte chinesa posterior é o estudioso recluso que cultiva bambu e mantém guindastes. Alguns literatos até criaram grous e os treinaram para dançar música gugins, instrumento típico chinês.

    Devido à sua importância na cultura chinesa, os grous foram selecionados pelo Departamento Florestal da China como candidato ao título de animal nacional da China. Esta decisão foi adiada devido à tradução do nome como “grou japonês”. 

    Na Coréia

    Na Coréia, o grou de coroa vermelha é chamado durumi ou hak e é considerado um símbolo de longevidade, pureza e paz. Os seonbis (sábios eruditos) coreanos consideravam o pássaro um ícone de sua constância. O grou de coroa vermelha está representado na moeda coreana de 500 won e é o símbolo de Incheon (cidade metropolitana da Coreia) .


    Tatuagem

    No Japão entre os tatuados japoneses os Tsurus são raros de encontrar alguém com uma tatuagem desse pássaro, e talvez seja pelo seu contexto histórico, estas tatuagens é mais fácil encontrar na América ou na Europa.

    É muito comum você encontrar desenho de Tsuru com a aparência de origami como este da imagem abaixo pela simbologia mais contemporânea.

    Na tatuagem tradicional japonesa a imagem do pássaro Tsuru não e muito usada, ela se tornou mais popular entre os estrangeiros, se você fazer uma busca pela internet vai encontrar muitos Tsuru tatuados por pessoas ocidentais.

    Trabalho realisado por Whitney Caskey de Ruston, Louisiana USA

    A lenda do Pássaro Tsuru

    A lenda diz que os Tsurus podem viver até mil anos e, por isso, eles representam a longevidade simbolizando ainda a felicidade plena.

    Conta a lenda que o tsuru podem viver mais de mil anos e junto com as tartarugas são os animais que mais vivem por isso eles representam a longevidade. Além disso os tsurus eram os companheiros dos eremitas que se refugiavam nas montanhas para meditar, acreditavam que essa ave mística ser um talismã poderoso, possuindo poderes sobrenaturais para não envelhecer. Na Ásia, a crença da juventude perdura até os dias atuais, onde essas aves simbolizam a mocidade eterna e a felicidade plena.

    Inicialmente o origami do tsuru tinha apenas função decorativa, era utilizado para enfeitar o quarto das crianças. Mais tarde, o tsuru foi associado às orações, sendo oferecidos nos templos, acompanhados de pedidos de proteção. Hoje é usado como enfeite nas festas de ano novo, batizados, casamentos, entre outras comemorações.

    No folclore japonês, o tsuru também simboliza o amor conjugal e a fidelidade, isso porquê esta ave é monogâmica, ou seja, depois que um casal de grous se une, só a morte os separa.

    A lenda que é envolvida de amor e esperança.

    Diz a lenda japonesa que se a pessoa fizer 1000 tsurus, usando a técnica do origami – arte de dobrar o papel, com o pensamento voltado para um desejo, ele poderá se realizar.

    A arte do origami (dobrar papel) se inspirou nessa ave para criar uma de suas mais conhecidas formas, tanto que muitos também consideram o tsuru como o símbolo dessa arte japonesa. Até algum tempo atrás era comum encontrar no Japão pedaços de barbantes amarrados com vários desses tsurus de papel, que eram pendurados no teto para distrair os bebês ou deixados nos templos para pedir proteção.

    Há também a crença de que cortinas produzidas com origamis de tsuru traz sorte e prosperidade à estabelecimentos comerciais. Em residências, essas cortinas têm a mesma simbologia, além de representar paz no lar e saúde para a família.

    O Tsuru e o Dia da Paz

    Em 1945, depois da explosão da bomba de Hiroshima, surgiram várias doenças no Japão, entre os sobreviventes da guerra.

    A história verídica da pequena Sadako, ficou famosa Sadako Sasaki tinha apenas 2 anos quando a bomba atômica foi lançada sobre Hiroshima, no Japão, em agosto de 1945. Ela não se feriu e levou uma vida normal, inclusive praticando atletismo.

    Em 1955, com 12 anos, após participar de uma prova de corrida, sentiu cansaço e tonturas. O mal estar não passou nos dias seguintes. Levada ao hospital, foi diagnosticada com a “doença da bomba atômica”, a leucemia.

    Sua melhor amiga, Chizuko, foi visitá-la levando papéis de origami e contou para Sadako a lenda dos mil tsurus. Chizuko explicou que o tsuru era uma ave sagrada, que vivia mil anos e que, se uma pessoa dobrasse mil aves de papel, teria um desejo concedido.

    Sadako cultivou a esperança de que os deuses lhe concederiam a cura e então passou a fazer os origamis com ajuda de sua família e amigos que iam visitá-la no hospital levando vários papéis coloridos para que completasse 1000 origamis do tsuru, junto com o pedido de cura. Como a doença se agravava a cada dia, Sadako começou a pedir pela paz mundial. Mas, no dia 25 de outubro de 1955, ao completar 964 tsurus, ela faleceu.

    O mais importante é que Sadako nunca desistiu e continuou a dobrar enquanto pôde os papeizinhos em formato de tsuru.

    Inspirados na sua coragem e força, seus amigos montaram e publicaram um livro com as cartas escritas por ela, completaram os 1000 tsurus e iniciaram uma campanha para arrecadar dinheiro para construir um monumento pela paz em homenagem a Sadako e a todas as crianças que morreram em consequência da bomba atômica.

    Em 1958, a estátua de Sadako segurando um tsuru dourado foi construída no Parque da Paz em Hiroshima. Todos os anos, no dia 6 de agosto, dia do bombardeio, se faz uma cerimônia no parque, pela paz e para lembrar as vítimas de Hiroshima.

    Crianças envolvidas na campanha fizeram um desejo que ficou escrito para sempre na estátua:

    “Esse é o nosso grito. Essa é a nossa reza. Paz no mundo!”

    A estátua de bronze possui nove metros, e tem a figura de uma menina segurando um grou gigante de papel. A estátua foi concluída no Dia das Crianças (05 de maio), em 1958, dois anos após a morte de Sadako Sasaki.

    A história de Sadako atingiu mundo inteiro que foi criado um Parque da Paz localizado no Distrito da Universidade de Seattle, Construída por Floyd Schmoe, vencedor do Prêmio da Paz de Hiroshima em 1988, e dedicada no dia 6 de Agosto de 1990, 45 anos após o bombardeio, é uma estátua de bronze em tamanho real de Sadako Sasaki, esculpida por Daryl Smith (imagem abaixo)

    Parque da Paz em Seatle

    Estudantes e outros ao redor da cidade de Seattle e outros lugares frequentemente deixam cordas de Tsurus da paz na estátua, aparentemente seguindo o costume japonês dos ‘Mil Tsurus de Origami’

    Um episódio marcante também foi o origami feito por Obama em maio de 2016, tornando-se o primeiro presidente americano em exercício do mandato a visitar Hiroshima, Obama deu 4 dobraduras de grou que havia feito de presente ao Museu Memorial da Paz de Hiroshima.

    Uma das dobraduras foi emprestada ao Museu da Bomba Atômica de Nagasaki. Ela foi colocada em exposição em uma cerimônia, a dobradura acompanha uma cópia da mensagem escrita por Obama :

    “Nós conhecemos as agonias da guerra. Agora, devemos encontrar a coragem, juntos, de disseminar a paz e buscar um mundo sem armas nucleares”.

    O significado do tsuru por ainda ter uma história nos dias atuais tem muitas informações e você pode encontrar facilmente em qualquer estabelecimento que goste da cultura oriental.

    Tsuru, sua história na prática

    Abaixo ensino como fazer seu ritual de origami de tsuru e no decorrer do processo mentalize o que mais gostaria na sua vida .

    E me conta o que sentiu, se algo dentro de você mudou e até mesmo se conseguiu realizar seu pedido e gostou conheça e acompanhe meu trabalho.


    Esse artigo foi escrito por Millene Ishihara

    MISHIHARA.COM

    Tatuadora, artista plástica, terapeuta e ativista quântica, estudante da ancestralidade japonesa, com mais de dez anos de experiência em decoração oriental, fundadora do projeto Artes Quânticas e hoje faz parte da equipe do Studio Shimata Tattoo

    Abaixo alguns trabalhos, com a imagem do Tsuru com desenhos autorais e artes na madeira com árvore genealógica em decoração de aniverário da Batian de 98 anos trazendo toda a história e contexto estudados de forma prática e aplicada a vida para honrar , agradecer a família.

    Artes Quânticas de Millene Ishihara