Toshio Shimada

Tatuagens Kitsune: origens, tipos e significados

Tatuagem Kitsune Japonesa

Uma das muitas criaturas míticas populares das lendas Japonesas, a Kitsune, lendária raposa de nove caudas, é um ícone de tatuagem muito querido. Seja com uma única cauda ou nove, a Kitsune é frequentemente envolta em um ar de mistério. Este espírito-raposa místico aparece como yōkai (um termo genérico para criaturas sobrenaturais e demônios) na tradição japonesa, e também como um ser celestial adorado em santuários xintoístas.

Então espere – o espírito da raposa é realmente bom ou ruim? Vamos explorar a história e alguns tipos de Kitsune que você pode incorporar em sua tatuagem de raposa.

A LENDA DE KITSUNE, A RAPOSA DE NOVE CAUDAS DO JAPÃO

A simbologia da Kitsune é muito popular na mitologia japonesa, é considerada uma raposa mágica do mundo Yōkai (criaturas sobrenaturais). Kitsune são classificadas como criaturas da classe “Momonoke” (espíritos animais que se transformam em humanos, como os Bakeneko, Tengu e Tanuki).

A imagem da Kitsune representa ardileza e inteligência e, de acordo com as lendas, são animais com poderes místicos, sagrados ou até amaldiçoados. Devido a seu poder e influência, as lendárias raposas recebem oferendas como se fossem divindades nos templos.

Descritas como seres de extrema inteligência, são possuidores de habilidades mágicas que aumentam com a sua idade e sabedoria. As kitsune recebem uma nova cauda ao fim de cada século, sua coloração muda para prateada ou dourada tornando-se mais poderosas. Quando atingem as nove caudas são referidas como Kyuubi no Kitsune, e tornam-se semideuses. Passam a possuir sabedoria infinita e a capacidade de ouvir qualquer coisa e, dependendo do tipo de Kitsune, podem ouvir os pensamentos de humanos em qualquer canto do mundo, atingindo a onisciência e quase a onipotência. Sendo assim, quanto mais cauda tiver, mais poderosa será a “Kyuubi no Kitsune”.

As Kitsune são consideradas espíritos mensageiros, associados à Inari, “deusa do arroz, da agricultura, prosperidade, fertilidade e exito”, geralmente representada como uma figura feminina, no entanto, algumas histórias retratam-na como uma figura masculina. Inari é uma divindade muito popular com uma infinidade de esculturas espalhadas por todo território nipônico, sendo seu santuário um dos mais famosos do Japão.

Muito dos mitos nipônicos sobre raposas podem ser vistos no folclore da China, Coreia ou Índia. Várias dessas histórias foram gravadas no Konjaku Monogatari, uma coleção do século XI de narrativas Chinesas, Indianas e Japonesas.

Lendas sobre as Kitsune, quase sempre englobam sabedoria, assim como apregoa o famoso ditado “Esperto como uma raposa”, elas simbolizam a inteligência e sagacidade. Porém, kitsune tem que manter as suas promessas e, principalmente, seguir a sua palavra de honra. Elas tornam-se autodestrutivas se quebrar sua palavra. Como também, quando alguém lhes quebra uma promessa, tornam-se seus inimigos mortais, pois é sabido que Kitsune são de fato muito emocionais, mas também muito vingativas.

As Kitsune geralmente são poderosas e por isso tendem a agir com arrogância sempre que entram em contato com seres humanos. A maioria é dotada de poderes incríveis, incluindo: possessão, habilidade de cuspir fogo, aparecer em sonhos, criar ilusões, dobrar o tempo e espaço, enlouquecer e até mesmo matar.

Outras características sobrenaturais normalmente atribuídas à kitsune incluem: caudas que geram fogo ou relâmpago (conhecido como kitsune-bi, literalmente, a cauda da raposa). Algumas dessas criaturas tem características que lembram vampiros ou súcubos, e se alimentam da vida ou o espírito dos seres humanos geralmente através do contato sexual. Sendo que as kitsune podem mudar sua forma de raposa para a forma humana.

Os diferentes tipos de kitsune têm também diferentes habilidades. Por exemplo, a Nogitsune, conhecida como “kitsune obscura” alimenta-se da vida ou o espírito dos humanos. Também são capazes de manipular o tempo e o espaço e interferir com os sonhos das pessoas,  por outro lado, a “kitsune trovão” consegue absorver e descarregar energia trazendo sempre uma aura de fogo com ela, que é invisível aos nossos olhos.

Idéias de design para tatuagens Kitsune e seu significado

A maioria das tatuagens de raposas japonesas vem com outros símbolos que os acompanham, um comum visto seria uma caveira usada sobre a cabeça do kitsune. Outros vêem um kitsune vestido como uma gueixa, mas o que eles realmente significam?

  • Crânio (em torno do kitsune): Associado à morte e ao submundo, o crânio representa a mudança – de forma poética e figurativa – quando uma parte de nós morre para que o novo venha à tona. Muito parecido com um renascimento. Também está intimamente ligado ao sobrenatural e inexplicável.
  • Crânio (embaixo do kitsune): Quando o kitsune está em cima de um crânio (também pode ser mostrado com uma pata sobre ele), ele assume uma postura dominante. A esse respeito, pode-se inferir que a morte e o desconhecido não devem ser temidos.
  • Crânio (na cabeça do kitsune): Quando um kitsune atinge 100 anos de idade, ele desenvolve a habilidade de se transformar em forma humana. Porém, para fazer isso, o kitsune exigirá uma caveira ou uma folha no topo de sua cabeça para que a transformação ocorra. Ter um crânio colocado na cabeça do kitsune também significaria que sua raposa tem pelo menos um século de sabedoria.
  • Máscara Kitsune: Como a máscara Hannya, as máscaras kitsune têm suas raízes nas artes cênicas japonesas tradicionais. Os atores usavam máscaras kitsune principalmente quando se apresentavam em Kyōgen (um intervalo cômico entre os atos Noh). Essa tatuagem pode sugerir uma pessoa cheia de caprichos, um pouco misteriosa e muito brincalhona.
  • Kitsunebi: Literalmente, “fox-fire”. Eles são chamas flutuantes misteriosas produzidas pela respiração de um kitsune ou pelo movimento de sua cauda. Eles podem tirar os humanos do perigo ou atraí-los para a destruição. O Kitsunebi também pode ser visto quando grupos de kitsune estão juntos, a exemplo da celebração do Casamento da Raposa ou da Noite de Ano Novo.
  • Gueixa: Assim como a gueixa misteriosa e sedutora, o kitsune (especialmente aqueles com nove caudas) são criaturas sábias e de complexidade sobrenatural. Uma tatuagem kitsune e de gueixa (ou um kitsune como gueixa) representa uma mulher sagaz, que tem um ar de sigilo. Em um homem, essa combinação pode representar sua preferência por mulheres atraentes com porte.
  • Bela dama: Assim como na história de Tamamo no Mae, a característica subjacente que a kyūbi no yōko tinha em suas várias manifestações era sua beleza profunda. Fundir uma bela mulher com rabos de raposa ou kitsune, significaria que devemos estar atentos com sua grande beleza, que sozinha pode arruinar um reino inteiro. Ela é, como tal, uma ferramenta poderosa em si mesma. Nas mulheres, essa imagem pode significar o desejo de ter beleza e intelecto para utilizá-la. Nos homens, pode representar uma mentalidade de “brincar com o fogo” ou um lembrete consciente disso.
  • Tanuki: Tanuki são cães guaxinim japoneses que também são criaturas mágicas no reino yokai. Diz-se que Tanuki e kitsune têm um inimigo comum, o cachorro. No entanto, os tanuki são normalmente descritos como tendo impasses mágicos com a kitsune, ao invés de alianças amigáveis.
  • Namakubi (cabeças decepadas): Namakubi tem suas raízes no Japão Imperial, onde as cabeças dos guerreiros inimigos caídos são coletadas e apresentadas aos líderes vitoriosos. Algumas tatuagens representam espíritos de raposa com cabeças decepadas firmemente presas em suas mandíbulas. Isso pode significar que o kitsune atua como um talismã ao livrar um dos “inimigos” em sua vida.

Dica de viagem

Toyokawa Inari Betsuin (Akasaka, Tóquio)

Quando você visitar Tokyo não deixe fora do seu roteiro O Templo Toyokawa Inari no distrito de Akasaka. O templo budista da seita Soto, que consagrou Toyokawa Dakini-shinten, é um templo que venera uma divindade xintoísta, o deus raposa ou Inari . Orar neste templo pode trazer felicidade e bem-estar para você e sua família, bem como prosperidade nos negócios e melhor fortuna. Toyokawa Inari oferece instalações que podem ser usadas para adorar, orar e rejuvenescer sua mente.

História de Toyokawa Inari Akasaka

Diz-se que o terceiro filho do imperador Juntoku, do século XIII, teve uma visão de inspiração religiosa do deus Dakini-Shinten cavalgando uma raposa branca. Toyokawa Inari, como um templo budista estava sob ameaça de obliteração por meio de conversão forçada em um santuário xintoísta no início da era Meiji da história japonesa, quando o estado promoveu o xintoísmo “nativo” às custas do budismo “importado” como parte do novo impulso nacionalista e modernizador do governo para definir o que era “japonês”.

O templo conseguiu manter sua identidade budista afirmando (para fins de sobrevivência em fase da perseguição) que o verdadeiro objeto de adoração no templo era o impecável budista Dakini-Shinten e não a raposa xintoísta em que ele montou. A raposa sendo, afirmava, um “sujeito” de Dakini-Shinten e um símbolo de sua revelação ao príncipe. (Veja The Fox and the Jewel de Karen A. Smyers para um estudo deste fascinante quebra-cabeça histórico).

Toyokawa Inari Akasaka foi estabelecido em seu local atual em Moto-Akasaka em 1828, e, significativamente, a estátua de Dakini-Shinten foi consagrada lá em 1887, no auge da perseguição do governo Meiji ao budismo, a fim de reafirmar o budismo do templo credencial.

Templo Toyokawa Inari

Perto de Akasaka-mitsuke, a apenas algumas centenas de metros abaixo da Avenida Aoyama-dori, era um conhecido distrito da luz vermelha da época de Edo, e pode muito bem ser por isso que Toyokawa Inari é agora o templo visitado por aqueles japoneses na indústria de música e entretenimento. Isso é mais óbvio na véspera de Ano Novo, 31 de dezembro, quando cantores, atores, personalidades da TV, artistas, designers, escritores – qualquer um nas artes criativas – oram aos Benzaiten (ou Benten) consagrados aqui por boa sorte no ano que está por vir .

Acesso ao Templo Toyokawa Inari

  • Endereço: 1-4-7 Moto-Akasaka, Minato-ku Tokyo 107-0051
  • Telefone: + 81-3-3408-3414 // 3415

Para mais informações, acesse o site do templo http://www.toyokawainari-tokyo.jp/ .

Um comentário

  • Marcio Munhóz

    Cada vez que vejo um elemento #conteudo seu mais enrriqueço minha cultura#parabenizo #mestre Shimada

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: