Toshio Shimada

Maneki Neko – 招 き 猫

Maneki-neko  – 招 き 猫, gato acenando, em tradução literal)

Provavelmente você já deve ter visto um Maneki Neko? Em inglês, eles também são chamados de Lucky cat ‘gatos da sorte‘ devido ao seu uso como uma espécie de talismã ou amuleto da sorte. Essas figuras de gatos se tornaram um dos símbolos japoneses mais conhecidos em toda parte do mundo. O nome ‘Maneki Neko‘ pode ser atribuído à pata acolhedora do gato, pois a tradução literal é ‘gato acenando’. hoje e bem comum encontrar pessoas tatuadas com desenhos destes gatos em diferentes versões, mas no Japão e muito difícil encontrar japoneses com tatuagem de Maneki Neko. Estas tatuagens se tornaram mais populares no continente Europeu e Nos estados unidos. Nos anos noventas e os anos 2000 as tatuagens

Em tatuagens tradicionais japonesas as imagens de gatos são bem raras de se encontrar, mas nas ilustrações antigas chamadas de Ukiyo-e são mais comuns de ver gatos em diversas pinturas. Cinquenta e cinco gatos aparecem nesta imagem abaixo feita pelo ilustrador japonês Utagawa Kuniyoshi (1797-1861). Um deles rasteja para fora de uma cesta, alguns pegam ratos, outros comem peixes e alguns deles estão apenas dormindo. Eles parecem ótimos muito felizes em um cotidiano típico de uma gato, mas será que há alguma razão por trás desta ilustração? A meu ver, a imagem é claramente mais do que apenas um desenho. Ela me faz pensar se suas ações carregam algum tipo de significado ou se são simplesmente o trabalho de um homem que amava os gatos? Para responder a essas perguntas, é melhor viajar no tempo e entender o porque os japoneses sempre gostaram destes felinos, e descobrir de onde vem essa obsessão por gatos e como começou.

O amuleto chamado de Maneki-neko ou “Gato da sorte”. O gato com a pata acenado para cima, é muito comum  os proprietário de algum tipo de comércio no Japão ter em seus estabelecimento a imagem deste gato. Isso para trazer boa sorte?, na verdade acredita que a imagem deste gato chama clientes para o negócio. A figura do Maneki Neko é um dos amuletos de boa sorte mais populares no Japão e talvez fora também e é muito conhecida na Europa e Estados unidos. Os gatos da sorte costumam ser feitos de cerâmica mas no entanto, você pode encontrá-los feitos de vários materiais – de madeira, plástico ou ate mesmo gatos da sorte luxuosos feitos de jade ou ouro. 

Quase todos são representados usando coleira vermelha com um sino pendurado, que dizem ser lembrança dos costumes do período Edo (1603 – 1867), quando o gato era um animal de estimação muito caro. As damas da corte agradavam seus gatos colocando-lhes coleiras vermelhas, feitas de hi-chiri-men (tecido de luxo da época) e pequenos sinos, usados com o propósito de vigiá-los para saber por onde o gato se encontrava.

Maneki-neko  existem em diferentes cores e estilos e variam em graus de detalhes. As cores comuns são branco, preto e dourado. Além das estátuas, o Maneki-neko pode ser encontrado na forma de chaveiros , cofrinhos , decorações , potes e vários outros objetos. Maneki-neko às vezes são chamados simplesmente de “gatos da sorte”.

O gesto do Maneki Neko, que parece ser um convite, trata-se, na verdade, de gestos típicos de um gato limpando o rosto ou quando está brincando, querendo pegar ou tocar algo, e como o gesto assemelha-se a um aceno, começaram associar que, colocando a figura de um gato levantando uma pata dianteira, chamaria a atenção das pessoas.

Pata direita levantada: traz riqueza e boa sorte
Pata esquerda levantada: atrai clientes para o local de trabalho
Ambas as patas levantadas: oferece proteção
Quanto mais alto a pata estiver levantada, mais sorte, dizem que o gato convida!

História

No século VI, os monges budistas viajaram da China para o Japão. No navio, eles trouxeram escrituras, desenhos e relíquias; itens que eles esperavam que os ajudassem a introduzir os ensinamentos do budismo para a grande nação do sol nascente. Eles também tinham algo a bordo que deixaria uma impressão duradoura – para guardar seus pertences, eles viajavam com gatos domesticados. Eles acreditavam que essas criaturas poderiam trazer boa sorte e que seriam capazes de proteger os textos sagrados dos ratos famintos que haviam alojado a bordo de seus navios. Embora a influência duradoura do budismo fosse certamente algo que os monges esperavam, é improvável que qualquer um deles pudesse ter imaginado a grande impressão que seus companheiros felinos causariam no país.

A estatuetas retrata um gato, da espécie japonesa chamada de Bobtail japonês. Uma teoria dos gatos de cauda curta no Japão indica que eles chegaram ao continente asiático há pelo menos 1.000 anos atras. Em 1602, as autoridades japonesas decretaram que todos os gatos deveriam ser libertados para ajudar a lidar com roedores que ameaçavam a população de bicho- da- seda do país e as indústrias associadas. Naquela época, comprar ou vender gatos era ilegal e, a partir de então, os gatos de cauda curta viviam nas fazendas e nas ruas. Bobtails japoneses tornaram-se assim os “gatos de rua” do Japão. 

Por volta de 1701, no Japão de Kaempfer , o primeiro livro escrito por um ocidental sobre a flora, a fauna e a paisagem do Japão, o médico alemão Engelbert Kaempfer escreveu, “há apenas uma raça de gato que é mantida. Tem grandes manchas amarelas, pêlo preto e branco; sua cauda curta parece ter sido dobrada e quebrada. Ele não se importa em caçar ratos e camundongos, mas apenas quer ser carregado e acariciado por mulheres. ” O personagem de mangá Hello Kitty lembra um Bobtail japonês e é um exemplo da cultura pop kawaii (‘fofa’) contemporânea .

Imagem da Coleção Hello Kitty linha comemorativa de aniversário de 45 anos

Em 1968, Elizabeth Freret é a primeira pessoa conhecida a importar o Bobtail japonês do Japão para o hemisfério ocidental . O pelo curto Bobtail japonês foi o diferencial para o status no campeonato na Cat Fanciers ‘Association em 1976. O reconhecimento pela variedade de pelo mais comprido seguiu em 1993. Em 2013, havia vários criadores japoneses de Bobtail, a maioria que estão sediados na América do Norte com alguns na Europa e pelo menos um no Japão; no entanto, a raça permanece rara.

Folclore e lenda 

Os gatos aparecem com destaque no folclore japonês . Como em muitas outras tradições ao redor do mundo, os gatos são freqüentemente objetos de medo e desconfiança, com várias habilidades sobrenaturais atribuídas a eles. Mas em algumas histórias japonesas, o comprimento de suas caudas é um ponto importante da história, com o Bobtail japonês visto como auspicioso, enquanto os gatos de cauda longa podem ser suspeitos de serem nekomata , um tipo de espírito maligno.

Lenda sobre Maneki Neko do Templo Gotokuji

GOTOKUJI, UM TEMPLO BUDISTA NO distrito de Setagaya Tokyo , ficou famoso devido a uma lenda que o local de nascimento do maneki-neko foi neste templo.

Acredita-se que sua origem remonte há cerca de quatro séculos, por volta no início do Período Edo (1603 – 1868), e muitas são as histórias relativas ao seu surgimento, que, porém, ninguém sabe ao certo qual a verdadeira.

No Japão, existe um templo chamado Gotokuji (foto abaixo), em Tokyo, no bairro de Setagaya, e um Santuário em Imada, locais que o Maneki Neko pode ser reverenciado e onde se encontram relatos das principais versões que remontam sua origem.

Existem muitas versões sobre as origens do gato da fortuna. A primeira conta a história de um homem rico que se abrigou se de uma tempestade debaixo de uma árvore ao lado de um templo. Ele notou um gato que parecia estar acenando para ele, então ele o seguiu para o interior do templo. Pouco tempo depois, um raio atingiu a árvore a qual ele havia buscado abrigo. Como o gato tinha lhe salvado sua vida, o homem ficou tão grato, que tornou-se um benfeitor do templo e trouxe muita prosperidade para lá. Quando ele faleceu, uma estátua do gato foi feita em sua homenagem.

maneki neko (‘gato acenando’ ou ‘gato convidativo‘), uma imagem de um Bobtail japonês sentado com uma pata levantada, é considerado um amuleto de boa sorte entre os japoneses em todo o mundo, que costumam manter uma estátua desta figura em a frente de lojas ou casas (na maioria das vezes uma chita estilizada, embora as variantes douradas e pretas também sejam comuns). Isso vem de uma lenda que conta como um homem (geralmente um sacerdote ou membro da família real) que possuía um desses gatos olhou para cima um dia para ver seu gato acenando para ele. Pensando que o gato poderia ter uma mensagem dos deuses, ele se levantou e foi até ele; mal fez isso, um galho grande o suficiente para matar um homem caiu onde ele estava sentado momentos antes. Bobtails japoneses também aparecem com destaque na pintura tradicional japonesa .

Uma lenda sobre a origem da cauda curta da raça conta a história de um gato adormecido cuja cauda longa pegou fogo; então correu pela cidade, espalhando chamas por toda parte. Com a capital reduzida a cinzas, o Imperador decretou que todos os gatos deveriam ter a cauda curta como medida preventiva. 

Embora lendas e superstições possam ter favorecido a raça de cauda curta, parece provável que o Bobtail simplesmente tenha uma história mais longa no Japão do que outras raças reconhecíveis. Também é provável que tenha carregado muito prestígio, tendo se originado no continente e chegado via Coréia no período Asuka (século VI dC ), junto com outros artigos valiosos da cultura chinesa. 

 Moedas: os Maneki neko costumam segurar um koban, uma moeda de ouro usada no período Edo. a moeda fictícia é um símbolo de riqueza e prosperidade. Um koban valia um ryo (cerca de US $ 1.000 pelos padrões de hoje), a unidade monetária japonesa da época. Você pode até ver um gato segurando uma moeda marcada 千万 両 que é dez milhões, uma quantidade incrível de dinheiro, especialmente para aquele período de tempo. Ou seja, a moeda fictícia é um símbolo de riqueza e prosperidade.

Maneki neko também apareceu em várias formas na cultura pop . Os gatos foram encontrados na literatura, anime , vídeo e até mesmo jogos . Esses gatos se tornaram onipresentes, surgindo em quase todos os continentes. Maneki neko se tornou um favorito entre os fãs da cultura japonesa, bem como entre aqueles que têm interesse em amuletos de boa sorte. Eles podem ser encontrados aninhados entre as bugigangas em lojas especializadas asiáticas ou como decoração em festivais japoneses em todo o mundo.

Como visitar o templo do gato da sorte em Tokyo.

Se você esta planejando uma viagem para o Japão, ou apenas quer saber mais sobre lugares onde conhecer em Tokyo, Seja qual for o caso, você está no lugar certo. Esteja você em busca de informação ou inspiração, todas as suas viagens ao Japão começam aqui.

Templo do gato da sorte em Tokyo.

A maioria das pessoas Talvez não tenha ouvido falar do “Templo Gotokuji” – até mesmo os viajantes mais experientes que já visitaram Tokyo talvez não tenha ouvido falar deste lugar. Se você esta pensando em visitar Tokyo esta e uma dica para visitar o templo do gato da sorte em Tokyo. mesmo quem nunca foi para para o Japão sempre ouviu falar ou ja tenha visto as estatuas do gato Maneki Neko.

Neste post eu separei algumas dicas e curiosidades para sua viagem ao Japão, se quiser adicionar Gotoku-ji à sua lista de lugares para visitar em Tokyo. Também explicarei um pouco da história deste lugar cheio de estatuas do gato Maneki Neko.

Muitos lugares em Tokyo estão cheio de historias milenares como a do gato Maneki Neko, no templo Gotokuji você pode fazer uma caminhada pelos jardins e ver toda adoração ao gato da sorte.

Milhares de Estatuetas Maneki-Neko

Gotokuji é um templo tranquilo localizado fora do centro agitado e barulhento de Tokyo é uma parada perfeita para qualquer amante de gatos e interessado em cultura e história japonesas. Os funcionários do Templo Gotokuji também são simpáticos e atenciosos. Mesmo com a barreira do idioma, apesar de no Japão quase ninguém falar inglês eles tenta facilitar a comunicação assim você pode aprender um pouco da história do gato da sorte e desfrutar de todo o seu tempo neste maravilhoso lugar. Obviamente, se você for para Gotoku-ji, você vai querer ver o máximo possível deste lugar, milhares de estatuetas do gato Maneki Neko. Não se sabe o número exato dessas estatuas que existem no santuário, mas o número deve estar na casa das dezenas de milhares. 

Onde fica o templo Gotokuji?

Situado em Setagaya Tokyo, Próximo do Famoso bairro de Shibuya, o templo do gato da sorte não está no local mais fácil de encontrar. Ao chegar à estação de Gotokuji, você tem que caminhar por cerca de 15 a 20 minutos para em direção ao sul através de uma área residencial. É difícil imaginar que um lugar como este possa estar escondido mas no Japão muitos templos não estão em lugares tão turísticos e fácil de encontrar.

Outra dica, se você quiser visitar o templo do gato da sorte japonês, é caminhar até a entrada no lado sul do terreno bastante grande do Templo Gotokuji. Caso você use o Google Maps ele pode sugerir que você tente entrar por um portão do lado norte, mas não perca o seu tempo tentando pegar um atalho – esse caminho está fechado e trancado sem como acessar. chegar ao templo Gotokuji não leva muito tempo, mas não é tão simples por isso e bom sempre perguntar para o pessoal locar e lembre se que no Japão e muito difícil alguém falar inglês então imprimir um mapa em japonês para poder mostrar a quem for perguntar.

Paz abundante e silêncio curioso

Em um dia chuvoso no meio do inverno japonês, pode ser que você encontre poucas pessoas visitando o templo Gotokuji é provavelmente o mais silencioso dos templos de Tokyo que visitei. Parte disso provavelmente também deriva do fato de Setagaya estar área bem residencial e o moradores sempre são muito reservados. Além disso, como as estátuas dos felinos ocupam apenas cerca de 5% do terreno total do templo, imagino mesmo quando muitos turistas estão fotografando as estatuetas sempre estão em silencio o que torna o local muito silencioso. Oficialmente, o horário de funcionamento do templo Gotokuji é das 6h às 17h.

Como chegar ao templo Gotokuji

豪 徳 寺

  • Endereço〒154-0021 Tōkyō-to, Setagaya-ku, Gōtokuji, 2 丁目 24−7
  • Estação mais próximaEstação Miyanosaka (linha Tokyu Setagaya)
  • Número de telefone03-3426-1437

Inscreva-se no meu canal do YouTube onde eu posto conteúdo sobre várias histórias e significado da tatuagem e da cultura oriental. Deixe também seus comentários e sugestões sobre novos conteúdos que você quer ver nos próximos vídeos, e se gostou incentive com seu like ou comentário. Segue o link do canal abaixo

https://www.youtube.com/user/shimadatattoo

My name is Toshio Shimada and I’m a tattoo artist. I was born in Brazil and I now live in Japan. My parents in of European and Japanese in origin. I started tattooing in Brazil with my father in 1985. In 1994 I opened my own studio in Japan. My style of tattoo is called Wabori (Japanese style) and also Tebori style that uses bamboo sticks bundled together forming many needles at the top. I use my own Tebori too for some events. My tattoo drawings of demons and dragons have many stories. As tattoo artists in Japan we work in groups. Due to the strong sense of community in the Japanese culture. also I work with another artist from different country . I worked in Gunma prefecture, north of Tokyo for several years and now Yuuji Motegi is working there. I have a studio in Tokyo Shibuya, where I do my work when I'm in Japan. I work mostly in traditional Japanese styles, sometimes the old school “sailors tattoo” style. I have worked in various places around the world. Some of these places include Rome, Lisbon, Valencia, Barcelona, Ibiza, Madrid, New York, Miami, Bangkok London and Leeds UK. Sometimes I work in Los Angeles doing private tattooing and working on new designs. I enjoy participating in various tattoo conventions all around the world. I am interested any opportnities which may come along. 島田俊夫  私は日本人とブラジル人のハーフです。 1985年から父の店にてプロの彫師としてのキャリアをスタートしました。 1994年に群馬県大泉町に、2001年に東京都渋谷区に店をオープンしました。 これまでにイタリア、スペイン、ロサンゼルス、ニュウーヨーク.......等さまざまな国を訪れいろんな国際タトゥーコンベンショんに  参加してきました。 現在は東京都渋谷区に籍を置き、和彫りを中心に活動を行っております。

%d blogueiros gostam disto: