• Toshio Shimada

    TATUAGENS DE TANUKI AS HISTÓRIA, SIGNIFICADOS E SIMBOLISMO

    O folclore japonês é infinitamente fascinante.

    Existem muitos personagens para conhecer do folclore japonês, e cada um deles você ja deve ter visto em inúmeras nas mais variadas formas de arte.

    Alguns destes personagens do folclore pode ser assustador e celestial, outros demoníaco e aterrorizante e outros um tanto engraçados!.

    Muitos desta criaturas são chamadas de  Yōkai .Trata-se de um grupo de criaturinhas fantasmagóricas travessas, ligeiramente demoníacas.

    Para os falantes de inglês os yokais seria “goblins e ghouls”. Embora Yōkai às vezes se intrometa com os humanos, normalmente as histórias associadas a eles são muito bobas para se assustar.

    Os Yōkai são inspirações para tatuagens fantásticas e se você está procurando homenagear suas raízes e o seu amor pelo folclore japonês ou ambos existem muitas imagens para isso.

    Embora tenham suas raízes nas tradições Shinto e Budista, os Yōkai são populares hoje por causa de um artista de mangá chamado Shigeru Mizuki que redescobriu as criaturas e fez com que as pessoas modernas se interessassem por elas após a Segunda Guerra Mundial.

    Em última análise, uma tatuagem Yōkai pode ser uma escolha amigável e de desenho animado, sem entrar nas águas controversas dos símbolos religiosos como as tatuagens.

    Tanuki – o cachorro-guaxinim com características curiosas

    Um personagem com uma história muito interessante é o Tanuki (狸 ou たぬき) é uma raça de pequenos cães guaxinim que às vezes são confundidos com uma raposa ou texugo. Suas principais características são uma atitude furtiva, personalidade jovial, capacidade de mudar de forma, barriga grande (freqüentemente usada como tambor) e escroto ainda maior.

    A maioria das tatuagens Tanuki apresenta as bolas grandes desse personagem, às vezes exageradas de forma ridícula para efeito máximo.

    Há muito a dizer sobre Tanuki.

    Você sabia que o “traje de guaxinim” em Super Mario Bros é na verdade um Tanuki? Agora você sabe! existe muitas coisas sobre esses pequeninos que você pode conhecer e talvez escolher um para sua próxima tatuagem!

    Tanuki na vida real

    Ao contrário de outros Yōkai, Tanuki são animais de verdade na vida real!

    O personagem é inspirado no cão guaxinim japonês, encontrado principalmente boa parte da Ásia e também na Europa.

    O cachorro-guaxinim é uma criatura intrigante, sua forma e aparência tem um corpo de cachorro e alguns detalhes que se parece com a de um gato.

    No Ocidente, a associação mais próxima seria uma raposa ou um texugo – daí a confusão ao traduzir histórias ou desenhos animados de Tanuki.

    Tanuki pode causar problemas em fazendas porque eles atacam cabras e galinhas entre outros animais, que talvez seja de onde eles tiraram sua reputação de um ser muito travesso.

    História do Folclore Tanuki

    Embora tenha havido alguma menção a Tanuki nos séculos 14 e 15, o personagem passou bastante despercebido até o final do século 16 / início do século 17 no Japão.

    Alguns dos atributos do Tanuki vêm do folclore da raposa na China, mas eventualmente essas pequenas criaturas se tornaram um ícone por si mesmas.

    Tal como acontece com muitas mitologias, Tanuki começou como uma criatura mais maligna e eventualmente se tornou uma espécie de vilão um tanto atrapalhado e cômico.

    Geralmente você verá estátuas de Tanuki como amuletos de boa sorte na frente de muitos edifícios e estabelecimentos por varias partes do Japão.

    Tanuki e suas lendas

    Existem muitas histórias divertidas que cercam Tanuki e seus modos místicos, especialmente suas habilidades de mudança de forma.

    Em uma dessas histórias, conhecida como Bunbuku Chagama (mais ou menos “felicidade borbulhando como um bule de chá”), um camponês liberta Tanuki de uma armadilha, e então para mostrar sua gratidão, o Tanuki muda de forma em um bule para o camponês vender.

    Uma vez dentro da casa de alguém, o bule se transforma em Tanuki, e ele corre de volta para o camponês para que eles possam fazer tudo de novo e vender novamente a outra pessoa. 

    Barriga Grande de Tanuki

    Em muitas histórias ou representações de Tanuki, eles têm barrigas grandes e redondas que podem bater como um tambor.

    Este tambor pode produzir todos os tipos de sons, incluindo trovões e som como de vagões de trem.

    Por alguma razão, Tanuki adora confundir os humanos, então da próxima vez que você estiver indo para casa e ouviu um trovão no céu – pode ser este um cachorrinho guaxinim travesso tentando se divertir fazendo seus barulhos!

    Grande escroto de Tanuki

    Esta é a característica mais engraçada e específica de um Tanuki.

    Na natureza, os cães-guaxinim têm os testículos de tamanho normal, então como essa lenda surgiu?

    Ao fazer a folha de ouro, os artesãos devem martelar o ouro com muito cuidado, esticando-o sem quebrá-lo.

    Os fabricantes de ouro costumavam embrulhar seu ouro na pele do escroto Tanuki, que se esticava muito fina junto com o ouro, protegendo-o.

    Isso foi considerado especialmente engraçado porque “kin no tama” ou “pequena bolsa de ouro” soa muito parecido com “kintama”, gíria para testículos.

    Logo, o escroto Tanuki estava sendo vendido como uma bolsa de moedas ou carteira.

    A ideia era que os testículos ajudariam a “esticar” sua riqueza da mesma forma que esticaram o ouro.

    No folclore Tanuki, as bolas Tanuki são extremamente versáteis e podem funcionar como redes de pesca, velas para barcos, etc.

    As lendas são bem bobas e divertidas para todos que as compartilham.

    Temas comuns em tatuagens Tanuki

    Você provavelmente vai querer dar a Tanuki sua forma tradicional, mas ele também costuma ser visto com certos acessórios atrevidos.

    Tanuki segura uma garrafa de saquê em uma mão e um IOU na outra.

    Todos nós temos esse amigo!

    Existem tantos estilos que um Tanuki pode usar, mas ele geralmente é uma criatura redonda e fofa.

    Se você está procurando por algo mais ameaçador, procure um Yōkai diferente.

    O que significam as tatuagens Tanuki?

    Em termos básicos, as tatuagens Tanuki significam riqueza e prosperidade.

    Mas como há tantos caracteres japoneses (vá para a tatuagem japonesa para saber mais!) Que podem simbolizar riqueza, você deve ter um motivo especial para querer um Tanuki para sempre.

    É sua natureza jovial ou seu espírito trapaceiro?

    Esta é uma ótima tatuagem leve para pessoas que querem trazer boa energia ao mundo sem levar tudo tão a sério.

    Idéias para tatuagem de Tanuki

    As tatuagens Tanuki são divertidas e expressivas garotinhas e podem fazer ótimas tatuagens – mas elas têm uma aparência um tanto boba e existem órgãos genitais grandes a serem considerados.

    Não tem certeza se deseja se comprometer com uma tatuagem Tanuki?

    Dê uma olhada nas imagens abaixo em alguns exemplos do trapaceiro em ação.

    Inscreva se no meu canal do YouTube onde eu posto conteúdo sobre várias histórias e significado da tatuagem e a cultura oriental. Deixe também seus comentários e sugestões sobre novos conteúdos que você quer ver nos próximos vídeos, deixe seu like o link para o canal esta aqui abaixo.

    https://www.youtube.com/user/shimadatattoo

  • Toshio Shimada

    Tatuagens inspiradas no Teatro Kabuki Japonês.

    A cultura do Japão nunca deixará de inspirar a arte da tatuagem. Neste post vamos falar um pouco sobre o teatro Kabuki e o que ele influencia em tatuagens tradicionais japonesas.

    O teatro musical dramático do Japão é muito diferente do que você imagina, com certeza ja deve ter ouvido falar do teatro Kabuki, entre fantasias luxuosas, maquiagem e tramas dramáticas envolvidas, as histórias tem inspirado muito artistas das tatuagem ha muito tempo. Por volta do ano 1600, as mulheres faziam as principais performances e suas exposições frequentemente envolviam cenários picantes. Para torná-lo ainda mais sexy, muitos dos atores do teatro Kabuki naquela época também eram prostitutas. O drama e a dança contemporâneo certamente evoluiu desde seu início e muitas tatuagens que são inspiradas pelo Teatro Kabuki se concentram nos trajes e na maquiagem elaborados.

    Existem muitos tipos de arte teatral no Japão, e o Kabuki é um dos mais famosos, junto com o teatro Noh, cujas máscaras são muito usadas como referencias para tatuagens. Esta é a razão pela qual as pessoas confundem entre o teatro Noh e o Kabuki, os atores do teatro Kabuki só usam maquiagem extravagantes e com expressões faciais variadas. Tudo nesta arte é exagerado, desde os figurinos até a atuação. Essa é a razão pela qual as expressões faciais dos atores de Kabuki são vistas como bastante burlescas pelos ocidentais. O teatro Kabuki surgiu no século 17, durante a famosa era Edo, criado por uma sacerdotisa. A palavra significa a arte de cantar e dançar, as duas coisas envolvidas no Kabuki. No início, era realizado apenas por mulheres, religiosas ou prostitutas. Mas, logo foi considerado obsceno, e apenas atores do sexo masculino foram autorizados a interpretá-lo, então os papéis femininos sendo interpretados por rapazes. Ser um ator Kabuki é um papel hereditário e as trupes de teatro costumam estar ligadas a famílias e organizações fortes. As histórias das peças são baseadas em eventos históricos ou lendas envolvendo drama, amor e fantasia.

    A maquiagem atraente e impressionante dos atores é chamada de kumadori. É o foco principal das inspirações em tatuagens kabuki. As diferentes cores da linha e sua organização descrevem o tipo de personagens retratados. A maquiagem vermelha é mais popular para tatuagens, e indica um personagem como herói, guerreiro ou romântico personagem. Essa maquiagem também é representada em folhas de papel. Os atores pressionavam o rosto contra um pano de seda após os shows para manter a memória de sua maquiagem em uma espécie de registro. Também era oferecido como um presente de sorte a espectadores queridos. O mundo do Kabuki é complexo, até mesmo para os japoneses, mas seu mistério e beleza inspiram muitos amantes na arte da tinta na pele.  Se você é um admirador da Cultura japonesa, em sua próxima tatuagem pode se aprofundar mais sobre o teatro Kabuki e se inspirar em alguns dos personagens.

    Aqui separamos uma série de imagens da arte de xilogravura sobre personagens do Kabuki para suas inspirações. Então confira aqui abaixo!

    Inscreva se no meu canal do YouTube onde eu posto conteúdo sobre várias histórias e significado da tatuagem e a cultura oriental. Deixe também seus comentários e sugestões sobre novos conteúdos que você quer ver nos próximos vídeos, deixe seu like o link para o canal esta aqui abaixo.

    https://www.youtube.com/user/shimadatattoo

  • Toshio Shimada

    Kintarō (金太郎) 

    Existem várias histórias sobre a infância de Kintaro. em uma delas, ele foi criado por sua mãe, a princesa Yaegiri, filha de um homem rico chamado Shiman-Chōja, na aldeia de Jizodo, perto do Monte Ashigara. em outra, sua mãe deu à luz onde é hoje a actual Sakata, de onde ela fora forçada a fugir devido à luta opondo o marido a seu tio. Então, ela finalmente se estabeleceu na floresta do Monte Ashigara para criar seu filho. A partir deste ponto a história se divide em duas versões, a mãe verdadeira de Kintaro o abandonou no mato ou ela morreu, e independente das duas versões ele foi encontrado pela feiticeira do monte e criado por ela. Outra versão diz que Kintaro foi criado por sua mãe, mas devido a aparência dela, foi apelidada de feiticeira do monte. Numa versão mais fantasiosa, a feiticeira do monte era a mãe verdadeira de Kintaro e ambos foram impregnados pelo trovão do Dragão Vermelho do Monte Ashigara.

    Todas as lendas dizem que, apesar de ser uma criança, Kintaro era muito activo e incansável, gordo e corado, vestindo apenas um babador com o kanji para “ouro” (金) estampado. Seu único outro equipamento era uma machadinha. Como não havia outras crianças na floresta, Kintaro se afeiçoou aos animais do bosque. Era fenomenalmente forte, capaz de quebrar rochedos e arrancar árvores enraizadas. Os seus amigos animais serviam como mensageiros e montaria, algumas lendas dizem que ele até aprendeu a falar com os animais. Várias outras histórias contam que Kintaro lutava com demónios da montanha (Yokai), vencia ursos e ajudava os lenhadores locais a derrubar árvores.

    Um dia quando voltava da floresta com seus companheiros animais, um lenhador o viu tirar uma arvore do chão só com as mãos e o seguiu ate a sua casa. Kintaro e sua mae foram pegos de surpresa, O lenhador era na verdade um dos grandes generais do Japão. Sadamitsu, vassalo do poderoso lorde Minamoto-no-Yorimitsu. Que o levou a Minamoto.

    ilustração de Minamoto

    Lá Minamoto-no-yorimitsu o fez um de seus vassalos de uma só vez , quando cresceu e se tornou homem Kintaro trocou seu nome pelo de Sakata Kintoke, seu mestre o fez chefe dos Quatro Bravos. Ele era de longe o mais forte de todos, Logo após esse evento foram trazidas  noticias á cidade de que um monstro canibal estava aterrorizando  as pessoas. Lorde Minamoto-no-Yorimitsu ordenou que kintaro fosse para-lo. Encantado com a perspectiva de tentar sua espada Kintaro foi ao esconderijo do monstro.  após a vitoria kintaro levou a cabeça ao seu mestre.

    imagem do Sakata Kintoke no jogo Nioh

    E com isso Kintaro passou a ser o maior herói de seu país. Curiosidade para o publico geek a um personagem em mortal combat que carrega o nome desse herói e assim como o kintaro do folclore japonês também é muito forte e meio selvagem e claro o visual não tem nenhuma semelhança

    Inscreva se no meu canal do YouTube onde eu posto conteúdo sobre varias historias e significado da tatuagem e a cultura oriental. deixe também seus comentários e sugestões sobre novos conteúdos que você quer ver nos próximos vídeos, deixe seu like o link para o canal esta aqui abaixo.

    https://www.youtube.com/user/shimadatattoo

  • Shimada Tattoo,  tattoo,  Tatuagem Asiática,  Tatuagem Japonesa,  Toshio Shimada,  Wabori Tattoo

    Oni – “demônio” do folclore japonês

    A cultura oriental no geral é extremamente rica e nela destaca-se principalmente as lendas do folclore japonês, que por muitas vezes é usado como referências para tatuagens, como é o caso da lenda de  Kintarō – Oniwakamaru, da Hannya e do Oni, criatura muito presente em peças do teatro Nos japonês.

    O termo Oni () significa ogro ou troll, é muitas vezes descrito como demônio, porém o termo mais correto pra demônio em japonês seria yokai.

    Esta criatura possui corpo de  ser humano, cabeça de animal (que vai de macaco até pássaros) e 2 ou 1 chifres que podem ter formatos e tamanhos variados. Sua expressão sempre nervosa,  faz com que sejam considerados criaturas maléficas, que atormentam vilas inteiras e poderiam até se alimentar de seres humanos, tanto os pecadores do inferno, como de alguns seres na Terra.

    Uma das variações é descrita usando um  fundoshi  de tigre (um traje típico japonês que se assemelha a uma tanga) e pode representar Kimon, a porta do demônio, na qual os espíritos devem passar.

    Porém os Oni também podem ser considerados um símbolo de proteção, ao passo que sua aparência feroz ajudaria a afastar espíritos e energias negativas.

    No japão é comemorado o Setsubun, um feriado para celebrar a chegada da primavera e os Oni tem grande importância para a data, pois é tradição que nesta data pessoas usem máscaras de ogros com intuito de afastar as coisas ruins da estação que está chegando.

    Além do folclore tradicional, os Oni aparecem frequentemente na cultura Pop japonesa, servindo de inspirações para vários personagens de animes, mangás e jogos, como acontece em Dragon Ball Z, Naruto e Pokemon.

    As tatuagens de Oni normalmente são usadas como símbolo de proteção para a pessoa e podem compor um desenho com outras peças, ou então sendo a peça principal.

    Texto por Rafael Lucente

  • Toshio Shimada

    Toshio Shimada leva 2° lugar no Tattoo Fest Capivari

    Entre os dias 10, 11 e 12 de março, aconteceu a segunda edição do Tattoo Fest Capivari e Toshio Shimada além de estar presente, ganhou o prêmio de 2° lugar em uma das categorias.

    Inscrito na categoria “série de desenhos coloridos” Toshio Shimada apresentou 6 de suas várias artes, e com a temática asiática e uma excelente combinação de cores e técnicas, ganhou o 2° lugar na categoria.

    IMG_1245
    Artes premiadas e troféu da categoria (foto Rafael Lucente)

    IMG_1250
    Troféu da categoria (Foto por Rafael Lucente)

    As imagens individuais das artes vencedoras e muitas outras você pode ver aqui na sessão artwork.

    Para fazer um orçamento ou encomendar uma arte com Toshio Shimada, visite o studio Shimada Tattoo, localizado na Rua Galvão Bueno – 28, sala 21 – Liberdade, SP.

    Tel: (11) 3275-0093

    17156069_398071673894380_3657874457068708204_n
    Toshio Shimada com o troféu

    Texto por Rafael Lucente.

  • Toshio Shimada

    Dica de leitura: Livro Horikazu

    Esta semana, o cliente Maximus visitou o studio Shimada Tattoo para conversar e fazer uma tatuagem com Toshio Shimada.

    Rascunho feito por Toshio Shimada para a tatuagem de Maximus

    Muito interessado pela cultura asiática em geral, Maximus esteve recentemente no Japão e aproveitou a oportunidade para presentear Toshio Shimada com o livro HORIKAZU ( Traditional Tattoo in Japan – Horikazu Lifework of the Tattoo Master from Asakusa in Tokyo).

    O livro Trabalho da vida do mestre de tatuagem de Asakusa, em Tóquio, é uma referência para todos os fãs de tatuagem e da cultura relacionada.
    As imagens são do fotógrafo Martin Hladik, que acompanhou as tatuagens japonesas do mestre Horikazu com sua câmera por anos, e apresenta agora o trabalho da vida de um tatuador notável em imagens espetaculares.


    São 500 páginas, mais de 460 imagens e ainda entrevistas que relatam o dia a dia de um studio de tatuagem da perspectiva do próprio tatuador e funcionamento de alguma técnicas.

    Dedicatória de Maximus para Toshio Shimada

    Texto por Rafael Lucente

  • Toshio Shimada

    A simbologia das flores na tatuagem asiática

    É muito comum a utilização de diversos tipos de flores na tatuagem, seja como desenho principal ou para fazendo parte da composição geral. A escolha do tipo de flor tem muito a ver com sua simbologia e significado, como por exemplo:

    Cerejeira (Sakura)

    Um dos símbolos do Japão e muito associada a primavera,  a cerejeira é uma flor muito popular na cultura oriental, tanto na história como na arte. Ela floresce somente  por poucas semanas. Como resultado da sua curta vida, passou a simbolizar todas as coisas transitórias e efêmeras da vida, bem como a beleza.Entre os yakuzas indica uma consciência de seu destino. Está associada também aos samurais e significa uma vida útil indeterminada, sendo o lema do Bushido. (Saiba mais sobre a história dos Samurai clicando aqui)

     

    16938872_1409433042432108_1918578048747164846_n
    Tatuagem por Toshio Shimada

     

    Lótus

    A flor de Lótus tem um significado importante na tradição budista. A flor é capaz de elevar-se acima da lama para florescer, o que representa um poder humano para superar as impurezas do mundo e alcançar a iluminação, ou até mesmo a capacidade de elevação do espírito.

    De acordo com lendas, quando o príncipe Sidarta (que se tornou Buda) deu seus primeiros passos, de cada lugar tocado no solo nasceu uma lótus.

    É comum ver representações de várias divindades budistas sentadas em flores de lótus quando estão meditando.

    Também representam a superação já que surgem limpas no meio de águas lodosas, o que para a crença hindu significa o lema da beleza interior: “viver no mundo, sem se ligar com aquilo que o rodeia”.

    Na tatuagem seu significado pode estar atrelado a alguma divindade ou mesmo ao conceito de superação.

    12494885_1034534206588662_4426115659153374787_n
    Tatuagem por Toshio Shimada

     

    Crisântemo

    De origem chinesa, o crisântemo foi levado ao Japão pelos budistas, onde se tornou um tradicional símbolo da casa imperial. A flor tem longa duração e é utilizada inclusive para fins medicinais. Representa firmeza, determinação, simplicidade, perfeição e dependendo da crença é vista como mediadora do céu e da terra – vida e morte.

    É considerada a flor nacional do Japão e está relacionada com o outono, estação em que seu desabrochar é mais intenso.

    Naturalmente sua cor é amarela, correspondendo ao significado de seu nome: “flor de ouro”, porém com os avanços da genética, hoje encontra-se crisântemos de diversas cores.

    Por cobrir uma porção grande do corpo, os crisântemos são eficazes no preenchimento dos espaços entre o fundo e a imagem principal das tatuagens japonesas. As cores mais usadas são amarelo, vermelho, azul, lilás ou magenta.

    12119010_995608817147868_3146253094843861661_n
    Tatuagem por Toshio Shimada

    Peônia

    A peônia é originária da China, onde ela simboliza riqueza e boa sorte nos negócios. Estas características foram mantidas na cultura japonesa. No Japão, a peônia é considerada a “Rainha das Flores” por sua beleza única e sua associação com o jogo hanafuda. Este jogo representa bravura e ousadia. A cor avermelhada da peônia, relaciona-se com o sangue e o Sol vermelho com a bandeira do Japão.

    Peônias são normalmente incluídas em representações de guerreiros ou animais como tigres, criando um contraste entre a fragilidade e o poder.

    Também estão ligadas à cura, magia e proteção contra espíritos ruins.

     

    Texto por  Rafael Lucente

     

     

  • Toshio Shimada

    Samurai – O guerreiro da honra

    Samurai (侍) é o termo usado para guerreiros japoneses que  se originaram no período Heian (平安時代), no final do séc. VIII  em campanhas para subjugar as tribos Enishi, em Tohoku –  norte do Japão, e desde então, são símbolos da honra e integridade.

    A palavra samurai significa “aquele que serve“, um outro termo que representa bastante o significado dos samurai é bushi (武士), que seria “homem de armas“.

    samurai-1

     

    Ao longo dos séculos, o Samurai tornou-se mais e mais poderoso e, eventualmente, se tornou a “nobre guerreiro” do Japão. Eles seguiram um conjunto de regras que passaram a ser conhecidas como Bushido (武士道) – “o caminho do guerreiro”.

    O código não escrito e não dito enfatizava a lealdade, a frugalidade, domínio das artes marciais e honra até a morte, mas também evoluiu para representar a bravura heróica, o orgulho familiar feroz e a devoção desinteressada, às vezes sem sentido, de mestre e homem.

    samurai2

    Os guerreiros samurai usavam armadura e uma vasta gama de armas, incluindo arco e flecha, lanças e espadas. Após tornar-se um bushi (guerreiro samurai), o cidadão e sua família ganhavam o privilégio do sobrenome. Além disso, os samurai tinham o direito (e o dever) de carregar consigo um par de espadas à cintura, denominado daishô (大小) um verdadeiro símbolo samurai. Era composto por uma espada curta (tanto), cuja lâmina tinha aproximadamente 40 cm, e uma grande (katana), com lâmina de 60 cm.

    samurai3

    Porém, a paz começou a durar no período Edo, o que fez com que vários samurai se tornassem professores, artistas ou burocratas já que a necessidade de habilidades marciais se tornou menos importante.

    samurai4

    Quando o Imperador Meiji chegou ao poder, ele começou a abolir os poderes dos samurai e começou a introduzir um exército de estilo ocidental, recrutado a partir de 1873. Sendo assim, o direito de usar a katana foi perdido, bem como o direito de poder executar qualquer um que desrespeitasse um samurai em público. No entanto, sua influência é vista até hoje na cultura japonesa e nas artes marciais modernas.

    A honra dos samurai era tão importante , que caso fossem derrotados em batalha ou falhassem em algum objetivo, o código de honra exigia que o samurai se suicidasse, no ritual chamado de harakiri (腹切) ou seppoku (切腹, cortar o ventre). Este ritual consistia em uma morte lenta e dolorosa, o samurai fincava sua espada no lado esquerdo do abdômen, cortando a região central do corpo e depois puxava a lâmina para cima, esse ferimento era fatal, porém poderia levar horas até o óbito. Tudo isso era feito na frente de testemunhas e o samurai dispunha de um assistente para decepar sua cabeça, caso demonstrasse algum sinal de fraqueza durante esse processo.

    samurai5

    Caso algum samurai não tivesse um daimyo “mestre” ou por algum motivo renegado o ritual do harakiri, este era chamado de Ronin (浪人; 浪 = Onda, 人 = Homem). A vida de um ronin era basicamente viver peregrinando, trabalhando em pequenos empregos e serviços em troca  da refeição do dia e da pratica das artes samurai. Os ronin tornaram-se temidos por sua grande habilidade em combate e como não seguiam o bushido, eram considerados mais temíveis do que os próprios samurai.

    samurai6

    Na cultura japonesa, acredita-se que todo homem segue um destino, sendo assim, o ronin representa bem o significado de seu nome (homem onda), pois não possui um destino e nem sentido, da mesma maneira que as ondas do mar.

    Texto por Rafael Lucente.

     

     

  • Shimada Tattoo,  tattoo,  Tatuagem Asiática,  Tatuagem Japonesa,  Técnica Tebori Tatuagem

    Horihide – um dos grandes mestres do Tebori

    Kazuo Oguri (conhecido também como Horihide) é um artista e tatuador extremamente conhecido e influente no meio da tatuagem.

    horihide
    Horihide em seu studio

    Horihide nasceu em 1937 no Japão, e é um dos grandes mestres do Tebori (técnica de tatuagem com bambus) ainda vivos. Parte de sua fama vem do fato de ter sido o responsável por trazer a cultura da tatuagem oriental para os americanos, influenciando assim outros grandes nomes como Sailor Jerry e Ed Hardy, o que se tornou um marco na tatuagem ocidental e dando origem posteriormente  a um novo estilo, o body suit (tatuagem de corpo inteiro).

    kazuoart
    Ilustrações de Horihide

    Sua vida de aprendiz na tatuagem não foi nada fácil, era comum que aprendizes ficassem anos apenas olhando seu mestre trabalhar. Em alguns momentos chegou a questionar a evolução de seu trabalho, o que fez com que começasse a usar seu próprio corpo como material de estudo, especialmente  depois de ter descoberto que seu mestre possuía partes do corpo totalmente pretas de tinta.

    Só depois de muitos anos de estudo e prática que realmente iniciou seus primeiros trabalhos. Hoje com 79 anos de idade afirma:  “Enquanto puder mover minhas mãos, vou continuar tatuando.”

    151017-japanese-tattoo-horihide_mh_1535-960x640

     

    Texto por Rafael Lucente