• News,  tattoo,  Tatuagem Asiática,  Toshio Shimada,  Wabori Tattoo

    Sanja Matsuri: Festival que reune tatuagens e religião.

    Se existe um epicentro da tatuagem tradicional japonesa, este lugar se chama Asakusa, é um bairro de Tokyo onde acontece todos os anos o Sanja Matsuri (三 社 祭, literalmente “Festival dos Três Santuários”) este festival ocorre em um fim de semana do mês de maio, quando as ruas ficam lotadas de pessoas vindas de varias partes do Japão e do mundo também, isso só para ver os maiores grupos de pessoas tatuadas do Japão.

    Sanja Matsuri é um dos três maiores festivais xintoístas de Tokyo. É considerada uma das maiores e mais animadas festas da primavera japonesa. O festival é realizado em homenagem aos Hinokuma Hamanari, Hinokuma Takenari e Hajino Nakatomo, os três homens que estabeleceram e fundaram o templo budista Sensō-ji. Sanja Matsuri é realizada no terceiro fim de semana de cada mês de maio no Santuário Asakusa. Seus desfiles proeminentes giram em torno de três mikoshi (santuários portáteis referenciados no nome do festival), bem como música e dança tradicionais japonesas. Ao longo de três dias, o festival atrai de 1,5 a 2 milhões de moradores e turistas de várias partes do mundo todos os anos. 

    Como muitos festivais japoneses, Sanja Matsuri é uma celebração religiosa. É um festival xintoísta de fim de semana dedicado aos kami (espíritos) de três homens. Acredita-se que dois pescadores – irmãos chamados Hinokuma Hamanari e Hinokuma Takenari – encontraram uma estatueta do Bodhisattva Kannon apanhada em uma rede de pesca no rio Sumida na manhã de 18 de março do ano 628. O terceiro homem, um rico o senhorio Hajino Nakatomo, soube da descoberta, abordou os irmãos e os converteu ao budismo. Os três homens então devotaram suas vidas à fé budista e consagraram a estátua em um pequeno templo. Este templo, agora conhecido como Sensō-ji, atualmente abriga a estátua da deusa Kannon, e é o templo mais antigo de Tóquio.

    Tatuagens Irezumi em tela cheia

    Irezumi é o estilo tradicional japonês de arte corporal elaborada, e uma das maiores atrações deste festival é a rara chance de ver as tatuagens tabu enquanto os participantes se despojam apenas de fundoshi, ou algum tipo de roupa íntima, e posam para fotos. Como a relação do Japão com essas tatuagens é problemática, as pessoas tendem a encobri-las na maioria das vezes e são proibidas de acessar a maioria das fontes termais, Onsen (温泉), academias e piscinas. Isso porque muitos membros da yakuza são tatuados, mas durante o Sanja Matsuri o destaque está na arte e no próprio festival. As tatuagens têm muitos padrões recorrentes e motivos tradicionais, como dragões e peixes koi, que estes tatuados mostram com orgulho suas imperceptíveis tatuagens.

    O Sanja Matsuri parece ter muitas formas que datam do século 7, bem como vários nomes como “Kannon Matsuri” e “Asakusa Matsuri”. A forma atual de Sanja Matsuri foi estabelecida durante o período Edo. Em 1649, o shōgun Tokugawa Iemitsu encomendou a construção do Santuário Asakusa, um santuário xintoísta dedicado aos três kami. A existência deste santuário ajudou a solidificar a importância do festival, bem como a sua atual estrutura e organização.

    Inscreva se no meu canal do YouTube onde eu posto conteúdo sobre várias histórias e significado da tatuagem e a cultura oriental. Deixe também seus comentários e sugestões sobre novos conteúdos que você quer ver nos próximos vídeos, deixe seu like o link para o canal esta aqui abaixo.

    https://www.youtube.com/user/shimadatattoo

    Dicas de viagem, Asakusa Tokyo.

    Asakusa (浅 草) é um distrito em Taitō ,Tokyo, Japão, famoso pelo templo Sensō-ji, dedicado ao bodhisattva Kannon

    Existem vários outros templos em Asakusa, bem como vários festivais, como o Sanja Matsuri .

    O desenvolvimento de Asakusa como um distrito de entretenimento durante o período Edo ocorreu em parte por causa do distrito vizinho, Kuramae. Kuramae era um distrito de armazéns de arroz, que era então usado como pagamento para os prestadores de serviço do governo feudal. Os donos ( fudasashi ) dessas casas de armazenamento inicialmente armazenavam o arroz por uma pequena taxa, mas com o passar dos anos começaram a trocar o arroz por dinheiro ou a vendê-lo a lojistas locais. Por meio desse comércio, muitos fudasashi passaram a ter uma quantidade considerável de renda disponível e, como resultado, teatros e casas de gueixas começaram a surgir na vizinha Asakusa.

    Durante a maior parte do século XX, Asakusa permaneceu um importante distrito de entretenimento em Tóquio. O rokku ou “Sexto Distrito” era especialmente famoso como um distrito de teatro, apresentando cinemas famosos como o Denkikan. Os anos dourados de Asakusa são vividamente retratados no romance de Yasunari Kawabata , The Scarlet Gang of Asakusa (1930; tradução para o inglês, 2005). A área foi gravemente danificada pelos bombardeios dos Estados Unidos durante a Segunda Guerra Mundial, especialmente o bombardeio de Tóquio em 10 de março de 1945 . A área foi reconstruída após a guerra, mas após esse período o distrito de Shinjuku passou a ser a área onde os teatros e local de entretimento que antes estava no bairro de Asakusa.

    Como chegar em Asakusa. Há 6 rotas para ir de Shinjuku por exemplo que para Asakusa de metrô, trem, ônibus, táxi ou carro.

    Aqui abaixo deixamos um link de como você pode comparar o tempo e os valores para chegar a Asakusa.

    https://www.rome2rio.com/pt/s/Shinjuku/Asakusa

    Localizado em: Sensō-jiEndereço : 2 Chome-3-1 Asakusa, Taito City, Tóquio 111-0032, Japão, O templo foi Inaugurado : 1º de maio de 1960 Horário :Aberto 24 horas

  • Shimada Tattoo,  tattoo,  Tatuagem Asiática,  Tatuagem Japonesa,  Toshio Shimada,  Wabori Tattoo

    Oni – “demônio” do folclore japonês

    A cultura oriental no geral é extremamente rica e nela destaca-se principalmente as lendas do folclore japonês, que por muitas vezes é usado como referências para tatuagens, como é o caso da lenda de  Kintarō – Oniwakamaru, da Hannya e do Oni, criatura muito presente em peças do teatro Nos japonês.

    O termo Oni () significa ogro ou troll, é muitas vezes descrito como demônio, porém o termo mais correto pra demônio em japonês seria yokai.

    Esta criatura possui corpo de  ser humano, cabeça de animal (que vai de macaco até pássaros) e 2 ou 1 chifres que podem ter formatos e tamanhos variados. Sua expressão sempre nervosa,  faz com que sejam considerados criaturas maléficas, que atormentam vilas inteiras e poderiam até se alimentar de seres humanos, tanto os pecadores do inferno, como de alguns seres na Terra.

    Uma das variações é descrita usando um  fundoshi  de tigre (um traje típico japonês que se assemelha a uma tanga) e pode representar Kimon, a porta do demônio, na qual os espíritos devem passar.

    Porém os Oni também podem ser considerados um símbolo de proteção, ao passo que sua aparência feroz ajudaria a afastar espíritos e energias negativas.

    No japão é comemorado o Setsubun, um feriado para celebrar a chegada da primavera e os Oni tem grande importância para a data, pois é tradição que nesta data pessoas usem máscaras de ogros com intuito de afastar as coisas ruins da estação que está chegando.

    Além do folclore tradicional, os Oni aparecem frequentemente na cultura Pop japonesa, servindo de inspirações para vários personagens de animes, mangás e jogos, como acontece em Dragon Ball Z, Naruto e Pokemon.

    As tatuagens de Oni normalmente são usadas como símbolo de proteção para a pessoa e podem compor um desenho com outras peças, ou então sendo a peça principal.

    Texto por Rafael Lucente