• Toshio Shimada

    Jorogumo a lenda das mulheres-aranha, uma das tatuagens japonesas tradicionais mais assustadoras do Irezumi

    Jorōgumo ( Kanji japonês :絡 新婦, Hiragana :じ ょ ろ う ぐ も) é um tipo de Yōkai , uma criatura assustadora, fantasma ou goblin do folclore japonês . Esses assustadores yokai vêm de antigas lendas japonesas.  são conhecida como “noiva aranha” ou “mulher aranha”. Na verdade, existe uma espécie grande e colorida de aranha chamada Joro Spider que habita o arquipélago do Japão. A lenda diz que quando uma dessas aranhas atinge os 400 anos de idade, elas se tornam dotadas de poderes sobrenaturais. Elas usam uma habilidade fantástica de assumir a aparência de donzelas e atrair homens famintos de amor para a morte, seduzindo-os, girando-os em seda e festejando com seus restos mortais.

    Existem muitas lendas sobre Jorogumo, a mais conhecida dessas histórias é sobre um lenhador que acabou vítima da Jorogumo nas Cataratas Jōren de Izu , província de Shizuoka. A lenda local conta que quando um lenhador foi cortar lenha próximo da cachoeira. A certa altura, ele acidentalmente deixou cair seu machado nas águas da cachoeira e uma linda mulher surgiu da água para devolvê-lo. Ele instantaneamente ficou apaixonado por ela, e quando ele voltou em outro dia para o local onde ele conheceu esta linda mulher, ele não conseguia mais se lembrar do rosto da da mulher. Com o passar do tempo, ele começou a ficar enfeitiçado por esse amor, e decidiu fazer uma visita a um monge, então juntos foram visitaram as cataratas. O monge fez um mantra, e então a verdadeira forma da donzela foi revelada, uma monstruosidade horrível deslizando nas margens do rio. Embora ela fosse horrível de se olhar, o lenhador não conseguia esquecer seu amor por ela, e foi correndo para o encontro com ela, e ele ficou enredado por teias, e foi puxado para baixo da superfície e nunca mais foi visto.

    As tatuagens de jorogumo transmitem a mesma mensagem sobre os perigos do amor à primeira vista, estas lendas aterrorizantes sobre mulheres aranha com a cabeças de gueixas e corpo de aranha, as mulheres aranha têm uma estética sedutora e letal ao mesmo tempo. Elas têm o poder de hipnotizá-lo, assim como o lenhador na velha história atraindo pelo amor e que certamente causou a sua morte.

  • Estúdio de Tatuagem,  tattoo,  Tatuagem Asiática,  Tatuagem Japonesa,  Técnica Tebori Tatuagem,  Toshio Shimada,  Wabori Tattoo

    Tigre na cultura asiática (上山虎)

    A cultura asiática é mundialmente conhecida por sua riqueza de histórias, lendas e significados. Além de criaturas mágicas, demônios e divindades, destacam-se também os animais, como é o caso do tigre.

    O tigre (虎 – tora) é considerado um animal divino pelos povos asiáticos e o supremo animal terrestre, sendo um dos 4 animais sagrados ao lado da fênix, tartaruga negra e o dragão.

    O tigre é um animal extremamente feroz, imponente e belo, além de estar no topo da sua cadeia alimentar. Essas características fazem com que as tatuagens de tigres estejam associadas à força, coragem, beleza e poder.

    Na crença budista, o tigre representa a fé, a força espiritual e a disciplina. Já para povos chineses, está mais associado a realeza, especialmente se tratando do tigre siberiano (tigre branco)

    O tigre branco (Byakko) simboliza o outono e o elemento metal e na cultura chinesa, seria o guardião do ponto cardeal oeste.

    Além de todos os significados positivos, o tigre também pode representar a ira e a vingança, de modo que alguns demônios são retratados usando trajes feitos de pele de tigre.

    Na tatuagem em geral, o tigre costuma aparecer associado ao dragão, ou como peça principal da tatuagem, tendo flores como sakura ou rosas como fundo da composição.

  • Toshio Shimada

    Kintarō – Oniwakamaru

    A história de Kintarō é uma das mais famosas lendas do folclore japonês, além de aparecer frequentemente nas peças do teatro Noh, também  é muito usada como referência para tatuagens asiáticas.

    Kintarō (金太郎) também é conhecido no Japão e no mundo como o menino dourado pelo fato de ser representado usando um babador com o kanji 金, que representa o ouro, seus poderes compreendem uma força descomunal e uma grande empatia com os animais.

    Kintaro

    Sua origem pode variar muito de acordo com as diversas lendas sobre ele, porém uma das mais conhecidas é que ele tenha sido criado por uma bruxa no Monte Ashigara, pois sua verdadeira mãe o abandonou.

    Em algumas versões das lendas, Kintaro é associado ao dragão vermelho (Deus do trovão chinês “Lei gong), nessa versão, sua mãe seria a própria feiticeira, que teria acordado após um enorme trovão e após o susto teria percebido estar o grávida da própria divindade.

    Independente das origens, Kintaro é retratado como uma criança robusta, de cor avermelhada. Usava sua machadinha e força para arrancar árvores, destruir rochedos e até mesmo lutar contra ursos e demônios das montanhas.

    kintarokoi

    Como símbolo de juventude e força, é comum no Japão que as crianças ganhem bonecos do Kintaro no dia das crianças, afim de inspirar a coragem e bravura do menino.

    kintaroboneco

    Já em sua forma adulta, Kintaro passa a ser chamado de Sakata Kintoke (ou Oniwakamaru, dependendo do conto), foi levado até Kyoto, e após dedicar-se às artes marciais, foi de guarda a chefe do Shiten´no.

    Por sua força e grande empatia com animais, costuma ser ilustrado enfrentando grandes seres ou bestas ferozes.

    A pedido de um cliente, Toshio Shimada está trabalhando em uma arte relacionada à lenda de Kintaro/Oniwakamaru, confira:

    17240103_1430127340362678_8707839260481150970_o.jpg
    Arte por Toshio Shimada

    Texto por Rafael Lucente